Jair não teme pressão da torcida e até do presidente do Corinthians

Tiago Salazar e Tomás Rosolino - São Paulo,SP

25/09/18 | 17:21 - 25/09/18 | 17:41

Cerca de 40 mil torcedores foram à Arena Corinthians na tarde dessa terça-feira, véspera do confronto com o Flamengo, pela semifinal da Copa do Brasil. A decisão também terá um número semelhante nas arquibancadas. No próprio domingo, antes mesmo do apito final da partida contra o Internacional, a Fiel já dava o tom: “É quarta-feira”. O apoio tem sido incessante, mas tanta expectativa não deixa de soar também como pressão. Jair Ventura sabe disso, mas promete encarar a situação com naturalidade.

Jair Ventura antecipou a concentração do elenco corintiano para a decisão desta quarta (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

“Eu já tinha feito um treino aberto também, foi uma experiência muito boa e as coisas aconteceram. Vejo só como benéfico, não vejo como pressão negativa, pesada. Quem está aqui está do nosso lado, para apoiar. A gente já começa a entrar antes no jogo, mas também tem de ter cuidado para não passar do ponto, numa chegada mais dura, nesse controle com os jogadores”, comentou o treinador, antes de ir com o time a campo para fazer a festa de daqueles fanáticos que por vezes não têm condições financeiras de arcar com os valores dos ingressos em dias de jogos.

“A gente sabe da realidade do nosso país, o quanto é caro estar no estádio hoje. É um torcedor diferente, um torcedor mais raiz, não que os que tem uma melhor condição... Mas é muito bom estar próximo deles, trazer essa energia, para ficar ainda mais focado”.

Leia também:
Jair não revela escalação, mas garante Corinthians diferente
Romero e Díaz são convocados, perdem clássico e possível final
Há dois anos, Romero brilhou contra o Flamengo em tarde inspirada
Árbitro que apitará Corinthians x Flamengo já foi alvo de reclamações rubro-negras
Corinthians volta a negociar com o lateral Michel, ex-Las Palmas

Além de refutar qualquer temeridade pelo clima criado antes da partida que pode levar o Corinthians à final da Copa do Brasil, Jair Ventura quer usar justamente todo esse cenário para equilibrar um confronto diante de um afortunado Flamengo.

“O Flamengo investiu mais que o Corinthians. Mas não tem favorito em clássico, a história mostra isso. A gente pode substituir esse investimento com muita entrega, organização tática e competitividade. Temos qualidade e podemos alcançar nosso objetivo”, avisou, levando numa boa até mesmo a declaração do presidente Andrés Sanchez. O mandatário, em outrora, declarou que Copa do Brasil seria a prioridade do clube, à frente de Libertadores e Campeonato Brasileiro, na atual temporada.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

“Ele jogou uma pressão pra mim, né?”, brincou Jair. “Mas, faz parte, você não pode chegar no Corinthians e achar que não vai ter pressão. Faz parte, vamos fazer o nosso melhor para deixar nosso presidente feliz”.

O elenco alvinegro teve a concentração para o jogo antecipada. A comissão técnica quer os jogadores em sua plenitude física e por isso preferiu controlar a alimentação e o sono dos atletas. Tudo para que na quarta-feira à noite o grupo possa comemorar a tão esperada classificação.

“É o momento do sacrifício. Queremos alcançar o nosso objetivo. É o momento de dar algo mais para conseguir algo a mais”, concluiu Jair Ventura.

Deixe seu comentário