Há dois anos, Romero brilhou contra o Flamengo em tarde inspirada

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
25/09/2018 08:32:34

Em: Brasileiro Série A, Corinthians, Escolha do editor, Futebol
O paraguaio Ángel Romero teve um dos seus maiores jogos pelo clube frente ao Flamengo (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O Corinthians tem na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), a missão de usar a força da sua Arena para superar um Flamengo favorito, despachar a desconfiança da torcida e ganhar força na busca por um título no segundo semestre. A badalação sobre o adversário e a situação, ainda que seja um mata-mata, lembram o confronto envolvendo as mesmas equipes há pouco mais de dois anos, quando Romero brilhou em uma goleada por 4 a 0 sobre o mesmo rival.

Em baixa após a queda na Copa Libertadores da América e a saída do técnico Tite para a Seleção Brasileira, o Timão estava no grupo de cima da tabela, mas ainda não convencia por ter sido alçado à condição após vitórias contra os lanternas América-MG e Santa Cruz. Do outro lado, dois pontos atrás apesar de toda a badalação, os rubro-negros chegavam motivados pelo retorno de Paolo Guerrero a Itaquera pela segunda vez na carreira do peruano.

Depois de um primeiro tempo praticamente dominado pelos cariocas, que perderam duas boas chances de abrir o placar e até hoje reclamam de uma entrada do lateral direito Fagner no meia Ederson, que não provocou nem a marcação de uma falta, Ángel Romero chamou o duelo para si. Longe de ser o ícone que é do atual elenco, o atacante teve uma das principais atuações da carreira.

Ele abriu o placar aos 15 minutos de bola rolando, em sobra de bola no escanteio, e não parou mais a partir dali. Com direito a drible que deixou Rafael Vaz no chão, deu uma assistência para Guilherme, chutou bola que resultou o gol de rebote de Rildo e fechou o placar já aos 40 minutos, tocando na saída do goleiro adversário.

Além da boa lembrança para o paraguaio, o embate foi a última vez que o Timão conseguiu derrotar o adversário. Desde então, foram cinco jogos disputados, entre Brasileiro e Copa do Brasil, com três empates e duas derrotas. No mesmo cenário e com ao menos um ator daquela tarde épica, o Alvinegro busca acabar com esse jejum e seguir na briga por uma conquista na metade final dessa temporada.

 




×
Quer receber notícias do Corinthians?