Gazeta Esportiva

Duilio reafirma desejo de manter Yuri Alberto no Corinthians, mas adota cautela

Marina Bufon - São Paulo,SP

06/10/22 | 21:00

O presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves, reafirmou o desejo de poder contar com o centroavante Yuri Alberto por mais tempo na manhã desta quinta-feira. Ele, porém, adota tom de cautela, seja por conta dos altos valores do jogador, seja porque ainda falta bastante tempo para o término de seu vínculo de empréstimo, até junho do ano que vem.

“A gente está muito contente com o rendimento do Yuri e do Róger, de todo o nosso time. O Corinthians vem fazendo um bom ano, mas a gente tem as finais pela frente, agora dia 12 e 19, contra o Flamengo, a gente também está brigando lá em cima no Brasileiro. A gente entende a ansiedade da torcida, a necessidade de alguma posição, isso é normal do futebol, mas cada coisa na sua hora", iniciou o mandatário sobre o tema, em evento do lançamento da terceira camisa do clube.

"O Yuri chegou faz três meses aproximadamente. Lógico que interessa ao Corinthians manter um jogador como esse, mas não é o momento de se pensar nisso, vamos ver mais para frente, depende de muitas coisas uma aquisição dele, os valores são muito altos. A intenção lógico que a gente tem, a gente quer o melhor para o Corinthians, mas vamos aguardar o momento certo. Nesse assunto ainda temos (tempo), o contrato dele vai até o meio do ano que vem, mas lá (Rússia) ainda vive em guerra infelizmente, então muita coisa pode acontecer, não vamos antecipar, mas o desejo é que ele continue, sem dúvida nenhuma”, complementou.


A fala do presidente corrobora a matéria da Gazeta Esportiva em relação à postura do clube no momento no mercado da bola. Seja para renovar ou contratar novos nomes, o Corinthians está focado na disputa das finais da Copa do Brasil, para, só depois disso, iniciar tratativas com atletas e com o próprio Vítor Pereira, já que o vínculo do português vai até o final de 2022.

Nas últimas semanas, Duilio falou sobre o interesse de manter Yuri Alberto por mais tempo. O jogador, que também expressou o desejo de continuar no Timão após o período, foi contratado por um ano em negociação que envolveu as cessões do goleiro Ivan e do atacante Gustavo Mantuan pelo mesmo período.

Segundo apurado pela reportagem na época da negociação, o centroavante chegou com valor de compra fixado em cerca de 20 milhões de euros e Ivan e Mantuan, de 5 e 15 milhões de euros, respectivamente.

Ao final do período de empréstimo, portanto, os dois clubes podem estudar uma eventual negociação em definitivo. Como detém apenas parte dos direitos econômicos de Ivan (50%) e Mantuan (90%), o Corinthians, neste caso, pode precisar desembolsar algum dinheiro.

Deixe seu comentário