Brasil encara melhor geração belga por vaga na semifinal da Copa

São Paulo , SP
06/07/2018 08:26:30 — 06/07/2018 11:36:56

Em: Brasil, Copa do Mundo, Futebol

Às 15 horas (de Brasília) desta sexta-feira, a Seleção Brasileira entra campo para enfrentar a Bélgica, na Arena Kazan. Diante da melhor geração da história do país europeu, o time comandado pelo técnico Tite busca uma vaga na semifinal da Copa do Mundo da Rússia.

Em relação ao triunfo sobre o México, a equipe titular terá duas alterações. O lateral esquerdo Marcelo, recuperado de um espasmo na coluna, retoma a vaga no lugar de Filipe Luis. O volante Fernadinho, por sua vez, entra desde o início no lugar do suspenso Casemiro.

Embora ainda não tenha balançado as redes na Copa do Mundo, Gabriel Jesus permanecerá como titular no comando de ataque, apesar da sombra de Firmino. Como de costume, Tite valorizou todo o grupo ao falar da concorrência entre os atletas e previu um duelo de alto nível em Kazan.

“O poder criativo da Bélgica é muito forte, a qualidade que ela tem. Vai ser um grande jogo, com duas equipes que primam pelo futebol bonito”, disse, elogioso em relação ao rival. “Tem valores técnicos e individuais, além de um grande treinador (Roberto Martinez)”, completou.

Na Rússia, o técnico espanhol tem a oportunidade de dirigir a melhor safra da história belga. Thibaut Courtois (26 anos), Kevin De Bruyne (27 anos), Romelu Lukaku (25 anos) e Eden Hazard (27 anos) são os ícones de uma geração que já brilha por grandes clubes europeus, mas ainda tenta provar seu valor em uma Copa do Mundo.

Talentosa geração belga tenta provar seu valor na Copa do Mundo da Rússia (Foto: Odd Andersen/AFP)

“As duas seleções são semelhantes em termos de qualidade. Temos talento na nossa equipe. A diferença é que jamais ganhamos um Mundial. É uma vantagem que o Brasil possui, porque já superou essa barreira psicológica. Vamos respeitá-los, mas tentaremos vencê-los”, avisou Martinez.

Diante do Brasil, a tendência é que Chadli e Fellaini substituam Carrasco e Mertens, respectivamente. Nas quartas de final do Mundial, a Bélgica defende uma sequência de 23 partidas sem derrota (18 vitórias e cinco empates) – o último revés data de setembro de 2016.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O duelo opõe o melhor ataque da Copa do Mundo e uma das defesas menos vazadas. Com 12 gols em quatro partidas, quatro marcados por Romelu Lukaku, vice-artilheiro do torneio, o time europeu é o de maior poder de fogo. Já o Brasil sofreu apenas um tento até as quartas de final, assim como o Uruguai.

FICHA TÉCNICA
BRASIL X BÉLGICA

Data: 6 de julho de 2018, sexta-feira
Local: Arena Kazan, em Kazan-RUS
Horário: 15 horas (de Brasília)
Árbitro: Milorad Mazic (SER)
Assistentes: Milovan Ristic (SER) e Dali Djurdjevic (SER)

BRASIL: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Fernandinho; Willian, Paulinho, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus
Técnico: Tite

BÉLGICA: Courtois; Vertonghen, Kompany e Alderweireld; Witsel, De Bruyne, Chadli e Meunier; Fellaini, Hazard e Lukaku
Técnico: Roberto Martinez

Veja outras reportagens, notícias e opiniões sobre Brasil x Bélgica:

– Vilão do 7 a 1, Fernandinho vira titular contra melhor ataque na Rússia

– Lesionado, Danilo está fora da Copa, mas permanecerá com a Seleção

– Técnico da Bélgica vê tabu em Copas como “barreira psicológica”

– Confira as opiniões dos blogueiros da Gazeta Esportiva sobre a partida

– Falando português, Lukaku defende Neymar: “Ele não é ator. É habilidoso”

– Blogueiro da Gazeta Esportiva analisa rival após visitar a Bélgica

– Carrasco do Brasil, Henry ajuda Bélgica a encontrar caminho do gol

– Relembre o único confronto entre Brasil e Bélgica em Copas

– Protagonistas no Chelsea, Willian e Hazard travam duelo nas quartas

– Brasil e Bélgica confrontam defesa menos vazada com melhor ataque

– Brasil encara melhor geração belga por vaga na semifinal da Copa

– Solidez defensiva e eficiência: o que o Brasil perde sem Casemiro

– Atacantes brasileiros não têm sucesso contra o goleiro Courtois

– Brasil quer superar recente “tabu europeu” em quartas de final

– Árbitro da final da Liga dos Campeões apitará duelo entre Brasil e Bélgica

Ads – Rodapé Posts