Vilão do 7 a 1, Fernandinho vira titular contra melhor ataque na Rússia

São Paulo , SP
05/07/2018 21:30:15 — 05/07/2018 22:15:04

Em: Brasil, Copa do Mundo, Futebol

O volante Fernandinho teve atuação desastrosa na última partida de Copa do Mundo que disputou como titular da Seleção Brasileira. Um dos remanescentes da goleada por 7 a 1 sofrida diante da Alemanha na semifinal de 2014, o jogador entrará na vaga do suspenso Casemiro diante da Bélgica, dona do melhor ataque na Rússia.

Sob o comando de Luiz Felipe Scolari, Fernandinho formou o meio de campo ao lado de Luiz Gustavo e Oscar diante da Alemanha. O atleta do Manchester City, substituído por Paulinho no intervalo, e o zagueiro David Luiz estiveram entre os piores em campo na humilhante goleada.

Ao longo das últimas quatro temporadas, Fernandinho construiu uma trajetória sólida pelo Manchester City, com títulos da Copa da Liga e do Campeonato Inglês. Aos 33 anos de idade, o jogador é um dos preferidos do badalado técnico espanhol Pep Guardiola na equipe britânica.

Com Tite, Fernandinho pode ser considerado o 12º jogador. O meio-campista participou de 19 das 25 partidas da gestão do técnico na Seleção Brasileira, vindo do banco de reservas em 10 ocasiões. Inclusive, jogou mais do que Casemiro, escalado em 17 duelos, sempre como titular.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Tite, como de praxe, confirmou a escalação do Brasil na véspera da partida contra a Bélgica e tratou com naturalidade a entrada de Fernandinho. Na última entrevista antes do jogo, o treinador destacou a força do elenco. “Às vezes, olho para o banco e volto para o gramado pensando: ‘pô, só tem fera’”, contou.

Com Casemiro lesionado, Fernandinho atuou como titular na vitória por 3 a 0 sobre a Argentina, pelas Eliminatórias Sul-Americanas, em um dos principais jogos da Era Tite. Na partida seguinte, satisfeito com a exibição do meio-campista, o técnico deu a ele a faixa de capitão contra o Peru.

Curiosamente, Fernandinho jogará sua primeira partida como titular da Seleção em uma Copa desde o 7 a 1 diante do melhor ataque na Rússia. Com os talentosos Eden Hazard e Kevin De Bruyne, a Bélgica acumula 12 gols em quatro partidas, quatro marcados por Romelu Lukaku, vice-artilheiro do torneio.

 

Ads – Rodapé Posts