Santos trava em negociações e não deve ter elenco fechado em 2016

Do correspondente Vitor Anjos - Santos,SP

27-12-2016 14:49:59

Após o término do Campeonato Brasileiro, o Santos traçou o planejamento para 2017 visando fechar o elenco antes da virada do ano. No começo, o Peixe até chegou a dar demonstrações de que conseguiria bater a meta, pois contratou o zagueiro Cleber, do Hamburgo, o lateral-direito Matheus Ribeiro, do Atlético-GO, e o atacante Vladimir Hernández, do Junior Barranquilla, da Colômbia. Porém, a diretoria não avançou em outros negócios nas últimas semanas e não conseguirá atender o desejo do técnico Dorival Júnior.

Antes de entrar de férias, o comandante santista deixou uma extensa lista com possíveis reforços para a cúpula do alvinegro correr atrás. De todos os nomes citados, o clube iniciou negociações com Robinho e Cazares, do Atlético-MG, Gabigol, da Inter de Milão, Marinho, do Vitória, Marcos Guilherme, do Atlético-PR e Guerra e Berrío, do Atlético Nacional.

O problema é que nenhum desses acordos avançou. O Galo não pretende de desfazer de sua dupla ofensiva, Gabriel passou a ganhar um pouco de espaço na Itália e o Furacão recusou uma troca entre Thiago Ribeiro e Marcos Guilherme. Além disso, o Peixe se assustou com o alto preço de Berrío (cerca de R$ 16,5 milhões) e ainda viu o rival Palmeiras ficar muito próximo de fechar com Guerra.

O único nome que ainda é visto como uma remota esperança é o de Marinho. Pelo atacante, o Peixe ofereceu 2 milhões de euros (cerca de R$ 7 milhões) ao Vitória, além de prolongar o empréstimo do meia Serginho por mais um ano. Porém, a cúpula santista conta com forte concorrência e não pretende entrar em leilão pelo jogador.

Mesmo com os problemas para fechar suas negociações, o Santos ficou perto de acertar com um reforço que não estava na lista deixada pelo técnico santista. Sem acordo para renovar seu contrato com o Atlético-MG, Leandro Donizete vai ficar livre a partir de janeiro e pode desembarcar na Vila Belmiro nos próximos dias. O volante tem o desejo de atuar na equipe comandada por Dorival Júnior e deve receber cerca de R$ 200 mil por mês, em dois anos de contrato.

Para fechar o elenco, a diretoria do Peixe ainda procura por mais um zagueiro, um volante, um meia, um ponta e um centroavante.

Deixe seu comentário