Futebol/Bastidores

Edimar acerta com o RB Bragantino até 2021 e se despede do Tricolor

Marcelo Baseggio - São Paulo , SP
25/04/2019 16:26:30 — 25/04/2019 16:33:53

Em: Bastidores, Escolha do editor, Futebol, Mercado da bola, São Paulo
Edimar deixa o São Paulo após duas temporadas (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Edimar não é mais jogador do São Paulo. Nesta quinta-feira o clube anunciou a saída do lateral-esquerdo para o Red Bull Bragantino, que irá disputar a Série B do Brasileirão e tem como principal objetivo o acesso à elite do futebol nacional. O contrato do jogador com o time de Bragança Paulista é válido até o fim de 2021.

Edimar chegou ao Tricolor em 2017 emprestado pelo Cruzeiro. O lateral-esquerdo teve atuações convincentes e acabou sendo comprado pelo clube do Morumbi no ano seguinte. Ao todo, o jogador vestiu a camisa do São Paulo em 42 oportunidades, disputando 14 das 19 rodadas do segundo turno do Brasileirão de 2017, em que a equipe comandada por Dorival Jr lutou contra o rebaixamento.

“Tive dois anos muito espetaculares a nível de aprendizado [no São Paulo], mas também de sentir o que é o São Paulo, o tamanho dessa camisa, dessa torcida, toda a cobrança que é, mas também todo o incentivo que essa camisa faz você sentir. Em 2017 o clube estava em uma situação difícil, de rebaixamento, e a torcida abraçou o clube, os jogadores. Agradecer ao São Paulo pelas portas que foram abertas. Da minha parte não faltou profissionalismo, postura de que um atleta tem que ter. A nível desportivo a gente fica com uma sensação de que poderíamos dar mais a nível de conquistas para o clube, porque o que está faltando para o São Paulo é isso, mas muito feliz por ter passado aqui, ter deixado grandes amigos. Desejar muita sorte para o São Paulo em 2019, o clube chega muito forte para o Campeonato Brasileiro e tem tudo para dar certo”, afirmou Edimar.

Prestes a completar 33 anos em maio, o lateral-esquerdo explicou o porquê de ter aceitado o convite do Red Bull Bragantino. A possibilidade de fazer parte desse processo de ascensão nacional de um clube que conta com grande investimento de uma fabricante de bebidas energéticas o seduziu. O estabilidade pelo contrato que foi oferecido (três temporadas) também pesou no final das contas.

“O fator idade pesa, mês que vem completo 33 anos, e o Red Bull me ofereceu um projeto muito interessante. Assim como nos outros países em que há times da Red Bull, eles querem colocar o time na Primeira Divisão, fizeram um projeto muito interessante. Pela forma que o presidente me ligou, falou do projeto, de eu ser um dos cabeças desse projeto, me senti muito honrado e foi o que me fez decidir a aceitar esse projeto. Acredito que vai ser um novo tempo para mim muito bom. Meu contrato vai até 2021”, completou Edimar.




  • Antonio Veiga

    Porque não mandou junto o Reinaldo? Que se acha craque, porém so faz prejudicar o sao Paulo pelas suas atitudes.

  • Laudiney Junior

    Vá com Deus, nem sei porquê veio pra cá. Esse cara é ruim demais da conta, morto na preguiça. Deveria levar Nenê junto.

×
Quer receber notícias do São Paulo?