Com Rojas e Arboleda, Equador tem presença inédita no São Paulo

São Paulo , SP
24/06/2018 07:00:45 — 24/06/2018 07:16:05

Em: Brasileiro Série A, Copa Sul-Americana, Escolha do editor, Futebol, São Paulo
Rojas (esq.) e Arboleda (dir.) são os primeiros equatorianos a defenderem simultaneamente o Tricolor (Fotos: SPFC/Divulgação)

A contratação de Joao Rojas, anunciada na última sexta-feira, proporcionará uma situação inédita na história do São Paulo. Com o meia-atacante e o zagueiro Robert Arboleda, o Equador terá dois representantes simultaneamente no elenco tricolor, algo que jamais havia acontecido.

Natural de Guaiaquil, Rojas é apenas o quarto jogador proveniente do Equador a assinar com o clube paulista. Seu contrato é válido até julho de 2020, com a possibilidade de renovação por mais dois anos.

O volante Héctor Carabalí foi o primeiro atleta oriundo do país sul-americano a vestir a camisa tricolor. Sua passagem pelo Morumbi, contudo, foi efêmera. Durou pouco mais de quatro meses, entre março e julho de 1999. Vindo do Barcelona de Guaiaquil, ele não deixou saudade no Brasil.

Néicer Reasco foi o equatoriano mais badalado a ser contratado pelo São Paulo. Em 2006, o lateral direito deixou a LDU-EQU após ganhar quatro títulos da liga local, mas não conseguiu se destacar no Brasil devido a sérias lesões. Oficialmente, ele é tricampeão brasileiro pelo Tricolor, de quem se despediu em 2008 com apenas 13 partidas disputadas.

Depois da passagem discreta de Reasco, o São Paulo ficou quase dez anos sem ter um equatoriano em seu elenco, até contratar Arboleda no meio de 2017. Na ocasião, o clube brasileiro desembolsou R$ 6,6 milhões para tirá-lo da pequena Universidad Católica-EQU.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Herdeiro da camisa 5 de Diego Lugano, ele é o equatoriano com o maior número de jogos no Tricolor – 45. Sob o comando de Diego Aguirre, Arboleda vem se alternando com Bruno Alves e Anderson Martins na titularidade do miolo de zaga.

Avalizado pelo treinador são-paulino, Joao Rojas tem 29 anos e defendeu o Talleres-ARG na última temporada, quando marcou apenas um gol, apesar de ser titular na maioria das vezes.

“Estou à disposição da comissão técnica para ajudar os meus companheiros. A verdade é que estou feliz e pronto jogar no São Paulo e conhecer o Arboleda, que está firme no clube. Não nos conhecemos pessoalmente, mas sei que ele é um grande profissional e cresceu muito com a equipe. Será especial trabalhar com um compatriota no Brasil”, disse o décimo reforço tricolor na temporada.

Com experiência de seleção equatoriana e futebol mexicano, ele chega para ser opção pela ponta direita, setor que ficou carente após as saídas de Valdívia e Marcos Guilherme para o chamado ‘Mundo Árabe’. Com Rojas e Arboleda, o São Paulo volta aos trabalhos na tarde desta terça-feira, no CT da Barra Funda.




×
Quer receber notícias do São Paulo?