Palmeiras divulga nota oficial e chama ataque a ônibus de “ato covarde”

São Paulo , SP
11/04/2019 00:15:52 — 11/04/2019 00:38:58

Em: Futebol, Libertadores, Palmeiras
Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O Palmeiras condenou no início da madrugada desta quinta-feira a violência sofrida pelo ônibus que levava a delegação da equipe para o confronto com o Junior de Barranquilla, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Em nota oficial, o clube chamou de “covarde” e “lamentável” o ato, além de classificar os envolvidos como “vândalos”.

A reportagem teve acesso às imagens do ocorrido (veja acima), que mostram o momento do ataque. Uma das pedras quase acertou o diretor Alexandre Mattos e alguns jogadores, líderes do elenco, foram às lágrimas no vestiário antes da partida. Em campo, a equipe superou os colombianos por 3 a 0, com gols de Deyverson, Dudu e Hyoran.

O ataque aconteceu três dias após o Palmeiras ser eliminado pelo São Paulo na semifinal do Campeonato Paulista, nos pênaltis, no Allianz Parque. Nesta quarta-feira, os muros da Academia de Futebol já haviam amanhecido pichados com mensagens pedindo a saída de Leila Pereira e de Miguel Borja.

Já antes de a bola rolar contra o Junior Barranquilla, a maior torcida organizada do clube, a Mancha Alviverde, entoou gritos chamando a equipe de “pipoca”, “time sem vergonha” e afirmando que a “Libertadores virou obrigação”.

Veja a íntegra da nota oficial:

Condenamos a covarde agressão sofrida pela delegação da Sociedade Esportiva Palmeiras a caminho do Allianz Parque na noite desta quarta-feira. Esses vândalos não representam a torcida do Palmeiras.

O lamentável ataque ao ônibus da delegação foi denunciado à Polícia Militar para que sejam tomadas as devidas providências com nossa total colaboração.




×
Quer receber notícias do Palmeiras?