Você sabia? O primeiro escudo do Corinthians foi feito três anos após sua fundação

São Paulo, SP

25/04/20 | 08:00 - 25/04/20 | 13:13

Os jogadores do Corinthians ficaram os três primeiros anos do clube sem um escudo em suas camisas. O primeiro foi feito apenas em 1913, para a disputa na vaga da Liga Paulista.

O escudo pioneiro do Timão utilizava apenas as iniciais "C" e "P", de Corinthians Paulista. Dois anos depois foi acrescentada a letra "S", e só em 1916 o formato circular presente até hoje foi atribuído.

A maior mudança no escudo começou em 1919, quando foi adicionada a bandeira do Estado de São Paulo, o nome do clube e a data de fundação. A âncora, os remos e a boia surgiram a partir de 1926, quando o clube comprou o terreno onde foi erguido o Parque São Jorge. O ex-jogador e pintor Francisco Rebolo Gonsales criou a arte com referências aos esportes aquáticos. Em 1939, o distintivo com leitura e significado integrou as camisas.

Do lado esquerdo, o primeiro escudo do Corinthians feito em 1913. Ao lado, o atual escudo do clube.

Com os anos, o escudo foi se refinando. A bandeira paulista ficou mais ondulada, transmitindo ideia de dinamismo e movimento. Também foram acrescentados detalhes e reflexos nos remos e na âncora.

As estrelas foram adicionadas conforme grandes e importantes títulos eram conquistados pelo clube, como o primeiro Campeonato Brasileiro e o Mundial. Contudo, no dia 26 de outubro de 2011, o Corinthians anunciou a retirada das estrelas do escudo sob o argumento de que todos os títulos são especiais.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário