Corinthians vai pagar R$ 60 mil a zagueiro que atuou por 45 min em quase 5 anos

Tiago Salazar - São Paulo,SP

27-04-2020 05:00:16

Rodrigo Sam teve vínculo com o Corinthians por quatro anos e seis meses, de abril de 2014 até dezembro de 2018. Neste período, o zagueiro revelado pelas categorias de base do Timão participou apenas do primeiro tempo de um jogo oficial na equipe principal. Foi contra o XV de Piracicaba, pelo Campeonato Paulista, em 8 de abril de 2015.

Além da expectativa frustrada pelo desempenho em campo, o clube terá de pagar R$ 60 mil ao jogador. O acordo foi firmado no início do último mês e homologado pelo juiz Helder Bianchi Ferreira de Carvalho, da 8ª Vara do Trabalho de São Paulo.

Rodrigo Sam entrou com ação contra o Corinthians em dezembro de 2019 para cobrar R$ 53 mil referentes a prêmios pela participação nos seguintes títulos: Campeonato Brasileiro Sub-20 de 2014; Campeonato Paulista Sub-20 de 2014; Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2015; Campeonato Brasileiro de 2015.

O pedido total do processo era de R$ 78,5 mil em função de acréscimos em valores sobre férias, 13º, FGTS e custos com honorários. Na conciliação, no entanto, ficou acertado o pagamento de seis parcelas de R$ 10 mil com a última agendada para agosto desde ano.

Atualmente, Rodrigo Sam tem 24 anos e está no Marcílio Dias, equipe que disputa a elite do Campeonato Catarinense, e fez apenas um jogo em 2020. Antes, além do Corinthians, passou por Nacional-SP, Água Santa, Novorizontino, Boa Esporte, Ituano, Oeste, Avaí, Red Bull Bragantino, Tigres do Brasil e Marília.

Mais dor de cabeça

Giovanni Augusto foi uma das contratações de 2016 que causaram frustração no Corinthians (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag.Corinthians)

Outra ação contra o Corinthians, esta ainda em curso e apresentada neste mês de abril, é movida por Giovanni Augusto. Contratado por cerca de R$ 13 milhões no início de 2016 junto ao Atlético-MG, o meia-atacante teve vínculo com o clube paulista até dezembro de 2019.

Famoso por marcar o primeiro gol oficial da Arena Corinthians quando ainda defendia o Figueirense, Giovanni Augusto cobra R$ 466.862,19 referente ao fundo de garantia não recolhido por 14 meses, entre novembro de 2018 e dezembro de 2019. Além disso, ainda pede R$ 457.556,41 relacionado a férias. O total é de R$ 924.418,60, ou seja, quase R$ 1 milhão.

Pelo Corinthians, o jogador fez 78 partidas, marcou sete gols e esteve no elenco campeão do Brasileirão de 2017.


 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?