Corinthians notifica Meu Timão pelo uso da marca e site desmente versão de Andrés

Tiago Salazar - São Paulo,SP

09-06-2020 20:07:38

O Corinthians intimou, judicialmente, o site Meu Timão, segmentado para torcedores corintianos e que há 11 anos faz a cobertura de tudo que envolve o clube do Parque São Jorge.

O Corinthians alega uso inapropriado e ilegal da marca “Timão” pelo site. O termo é um direito reservado e patrimônio do clube e de seus parceiros licenciados.

O presidente Andrés Sanchez reforçou que deve adotar a mesma prática com outros veículos que se utilizem das marcas do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

Em nota ao Blog do Juca Kfouri, Danilo Augusto, responsável pelo Meu Timão, explicou que a notificação judicial foi recebida após a empresa recusar uma oferta de compra por parte da direção atual do Corinthians. Segundo Juca, a proposta foi de R$ 6 milhões.

Em resposta, na noite desta terça, Andrés Sanchez assinou um comunicado postado no portal oficial do clube em que confirma a medida adotada. Sem citar o nome “Meu Timão”, o mandatário justificou a decisão de procurar a Justiça após “tomar conhecimento, por meio de sócios” de que o referido site teria se oferecido a possíveis compradores.

A Gazeta Esportiva entrou em contato com o Meu Timão, que desmentiu a versão do Corinthians e ainda deu detalhes sobre o encontro.

"Isso não procede. A demonstração de interesse (de compra) partiu de representantes do clube, após uma reunião dentro do próprio Parque São Jorge, na qual fomos convidados", rebateu Danilo Augusto, fundador do Meu Timão.


Leia, abaixo, a nota do Meu Timão ao Blog do Juca:

"O Meu Timão não tem interesse em uma venda e nem em se tornar um produto do Corinthians. Nossa independência jornalística é a base do nosso trabalho. O clube já tem um site oficial, institucional, bem diferente do nosso propósito.

Depois de sinalizar o desinteresse na venda a pessoas ligadas à atual gestão do Corinthians, que manifestaram, recentemente, a disposição de compra, a empresa detentora do Meu Timão recebeu uma notificação do clube com a alegação de que o nome do site importava em uso indevido da marca "Timão”, registrada pelo Corinthians para finalidades dissociadas do objetivo do Meu Timão, dedicado ao jornalismo.

A alegação, feita após 11 anos de funcionamento do site, contém a inaceitável insinuação de que o portal "ludibriaria" os torcedores se fazendo passar por um veículo oficial do clube, apesar de haver avisos expressos, em todas as mídias do Meu Timão, justamente com o objetivo de enfatizar a sua imparcialidade e a sua independência editorial.

O Meu Timão pontua que a sua marca foi estabelecida a partir dos seus próprios esforços e é independente de qualquer vínculo com o clube. Expressa ainda sua preocupação com a condução dessas iniciativas exatamente no período em que o portal tem voltado sua cobertura jornalística para assuntos sensíveis, como a dívida crescente do clube.

O assunto está sendo conduzido por nossos advogados, que já responderam oficialmente à notificação do clube"

Leia, abaixo, a nota oficial de Andrés Sanchez:

A PARTIR DESTA DATA, o Corinthians empreende um novo esforço em defesa de seus interesses econômicos.

TODA ADMINISTRAÇÃO TEM o dever estatutário de proteger as marcas que o Corinthians detém -- muitas delas depositadas desde 1977 em órgãos como o INPI. Trata-se de assegurar o acesso do clube a novas fontes de renda a partir da diversificação de licenciamentos, o que se torna ainda mais imperativo diante dos efeitos econômicos devastadores da atualidade. A exploração da marca "Timão" é um desses direitos reservados: além de patrimônio do Corinthians e de seus torcedores, é licenciada a seus patrocinadores e parceiros.

AO TOMAR CONHECIMENTO, por meio de sócios, de que um conhecido site de notícias sobre o Clube foi oferecido a possíveis compradores, com demonstração cabal de seus ganhos e de sua audiência, o Corinthians consultou seu Departamento de Marketing e, posteriormente, seu Departamento Jurídico.

BASTANTE CONFORTÁVEL na defesa de seus direitos, o Clube decidiu notificar extrajudicialmente não só essa empresa, como também quaisquer outras iniciativas comerciais que usem nossas marcas de forma irregular, o que, no caso desses sites, permite que recebam ganhos vultosos em publicidade programática, enquanto se geram confusão e concorrência desleal com os veículos oficiais do clube nas buscas pela internet.

RESSALTAMOS QUE tudo isso poderá ser regularizado, desde que o clube autorize seu uso nos termos habituais mantidos com suas parcerias licenciadas, também feridas por esse uso indevido.

Deixe seu comentário