Futebol/Libertadores da América

Corinthians não vira um mata-mata de Libertadores desde 2000

São Paulo , SP
10/08/2018 08:00:42

Em: Corinthians, Futebol, Futebol Internacional, Libertadores

Tentando o bicampeonato da Libertadores da América, o Corinthians terá um grande desafio em sua próxima partida pelo campeonato continental. Após a derrota por 1 a 0 para o Colo-Colo, no jogo de ida das oitavas de final da competição nesta quarta-feira, o Corinthians terá que fazer algo que não consegue há 18 anos: virar um mata-mata de Libertadores.

É a décima vez que o Timão sai perdendo em duelo eliminatório em sua história na Libertadores, e o desempenho do clube da capital paulista ao perder o primeiro jogo em mata-mata da competição é quase o pior possível. A única virada aconteceu em 2000, contra o Rosario Central na fase oitavas de final.

Na ocasião, a equipe da capital paulista, comandada por Oswaldo de Oliveira, perdeu na Argentina por 3 a 2 no jogo de ida e, na volta, devolveu o 3 a 2 no Pacaembu e levou a decisão para as penalidades. Da marca da cal, o time argentino perdeu duas cobranças, uma defendida por Dida e outra para fora. O atacante Luizão foi o grande nome do duelo, com dois gols em cada partida.

Antes da virada sobre o Rosario Central, o Corinthians havia saído atrás em três duelos eliminatórios na Libertadores e perdido os três. No primeiro, em 1991, o Timão perdeu o primeiro jogo para o Boca Juniors, na Bombonera, por 3 a 1 e empatou por 1 a 1 no Morumbi no jogo de volta. Em 1996, em pleno Pacaembu, o Grêmio abriu 3 a 0 diante do Corinthians, que venceu no Olímpico por 1 a 0 mas mesmo assim foi eliminado. Já em 1999, o Palmeiras venceu o jogo de ida por 2 a 0, mas o Corinthians devolveu o placar no jogo de volta. Nas penalidades, o Verdão venceu por 4 a 2.

Depois de 2000, o Corinthians saiu perdendo em outros cinco duelos de mata-mata na Libertadores e foi eliminado em todos. No mais recente, em 2015, o o Guaraní-PAR abriu 2 a 0 no jogo de ida, em casa, e também venceu o jogo de volta, na Arena Corinthians, por 1 a 0. Antes disso, nas oitavas de final em 2013, o carrasco da vez foi novamente o Boca Juniors. Em reedição da final da edição anterior, em que o Corinthians foi campeão pela primeira vez, o clube argentino venceu o jogo de ida, na Bombonera, por 1 a 0. Na volta, no Pacaembu, as equipes empataram em 1 a 1 e o clube paulista foi eliminado.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Agora, na edição atual, o Corinthians terá de vencer o Colo-Colo por dois gols de diferença para chegar às quartas de final. Se vencer por 1 a 0, a decisão será nos pênaltis. A partida será no dia 29 de agosto, às 21h45 (de Brasília), na Arena Corinthians.

Confira todos os duelos de mata-mata em que o Corinthians saiu perdendo

1991 (quartas de final)
Ida: Boca Juniors 3 x 1 Corinthians
Volta: Corinthians 1 x 1 Boca Juniors

1996 (quartas de final)
Ida: Corinthians 0 x 3 Grêmio
Volta: Grêmio 0 x 1 Corinthians

1999 (quartas de final)
Ida: Palmeiras 2 x 0 Corinthians
Volta: Corinthians 2 (2) x (4) 0 Palmeiras

2000 (oitavas de final)
Ida: Rosario Central 3 x 2 Corinthians
Volta: Corinthians 3 (4) x (3) 2 Rosario Central

2003 (oitavas de final)
Ida: River Plate 2 x 1 Corinthians
Volta: Corinthians 1 x 2 River Plate

2006 (oitavas de final)
Ida: River Plate 3 x 2 Corinthians
Volta: Corinthians 1 x 3 River Plate

2010 (oitavas de final)
Ida: Flamengo 1 x 0 Corinthians
Volta: Corinthians 2 x 1 Flamengo

2013 (oitavas de final)
Ida: Boca Juniors 1 x 0 Corinthians
Volta: Corinthians 1 x 1 Boca Juniors

2015 (oitavas de final)
Ida: Guaraní-PAR 2 x 0 Corinthians
Volta: Corinthians 0 x 1 Guaraní-PAR

2018 (oitavas de final)
Ida: Colo-Colo 1 x 0 Corinthians
Volta: Corinthians x Colo-Colo (29 de agosto)

Veja também:

Romero diz que o Corinthians ainda está vivo na Libertadores

Osmar Loss destaca evolução do Corinthians e dedicação do time com um a menos

Cássio acredita que o Corinthians vai reverter o resultado diante da torcida




×
Quer receber notícias do Corinthians?