Futebol

Fabinho aprova a própria atuação na lateral direita da Seleção

São Paulo , SP
07/09/2018 23:39:08 — 08/09/2018 13:28:15

Em: Brasil, Escolha do editor, Futebol, Futebol Internacional, Notícias
Fabinho sofreu o pênalti convertido por Neymar (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Desde que saiu do Monaco e foi comprado pelo Liverpool, Fabinho nunca mais atuou como lateral direito. Já são dois anos jogando no meio de campo. Mas, Tite acabou dando oportunidade ao destro no amistoso dessa sexta-feira justamente na vaga que era de Fagner, cortado por lesão. No fim, o Brasil venceu por 2 a 0 e Fabinho foi responsável pela jogada que culminou no pênalti convertido por Neymar.

“Foi tranquilo. Durante a semana, os treinos correram bem, a comissão técnica soube me orientar, também conheço os companheiros, é fácil jogar com eles. No começo do jogo tem que ter paciência, procurei fazer o simples, ganhar confiança no jogo, mas no geral fui bem”, analisou o jogador, despreocupado sobre jogar fora de sua posição no clube.

“É tranquilo, não é a primeira vez que acontece. Estou acostumado, já fiz isso algumas vezes no meu antigo clube. Foi tranquilo para mim”, reiterou, ao Sportv.

Alisson, companheiro de Fabinho no time inglês, também deixou o campo satisfeito com o desempenho do amigo. Para o goleiro, de todos os homens de defesa, o lateral foi quem mais se destacou.

“Muito bem o Fabinho, todos da linha de quatro, Fabinho jogando numa posição que não está mais acostumado, e hoje foi muito bem, cavando pênalti, ajudando na marcação. Nosso sistema defensivo é sempre consistente, mais uma partida sem levar gols, aos poucos vamos voltar com a cara da Seleção”, opinou o goleiro brasileiro.

“Vale lembrar que a maioria está no início de temporada, só quatro jogos pelos clubes. Pouco a pouco a gente vai voltando, e tenho certeza que vamos chegar bem na Copa América”, completou.

Além de Fabinho, Alisson fez uma avaliação do primeiro amistoso da Seleção Brasileira depois da Copa do Mundo, que acabou com a eliminação dos pentacampeões ainda nas quartas de final, na derrota para a Bélgica.

“Amistoso importante para a gente, para a nossa preparação para a Copa América do ano que vem, nosso principal objetivo no momento. Fizemos ótimos jogos lá na Copa, não veio resultado, agora a garotada fazendo estreia na Seleção, uma vitória importante para dar confiança. Amistoso é sempre mais visando o desempenho, temos coisas a melhorar, mas conseguimos fazer o possível. O gramado não ajudou, mas tivemos a posse de bola, contra uma equipe que tentou pressionar. Foi um belo teste”.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com