Fórmula 1/ Motor

Alonso afirma que rejeitou Renault para 2019; diretor da equipe nega

São Paulo , SP
29/08/2018 13:49:39

Em: Fórmula 1, Motor
Fernando Alonso foi bicampeão da Fórmula 1 (Foto: Andrej Isakovic/AFP)

Há pouco mais de duas semanas, Fernando Alonso anunciou que irá se aposentar da Fórmula 1 na próxima temporada. No entanto, em entrevista à TV britânica Sky Sports, o piloto espanhol afirmou que negou uma proposta de voltar à Renault, equipe onde foi bicampeão na modalidade.

“A verdade é que eu tive a chance de me juntar a Renault e voltar à equipe que conquistei meus dois campeonatos mundiais, passando meus últimos anos na modalidade com a minha segunda família lá. Porém, era um desafio complicado, lutando por top 6 ou top 10, se comparado aos que terei fora da Fórmula 1. Não é segredo que a tríplice coroa me atrai, isso é um fato. É o que mais me atrai no momento”, afirmou o piloto espanhol.

Depois do comentário de Alonso, foi a vez de Cyril Abiteboul, chefe da Renault, falar sobre o assunto. Para ele, o espanhol não disse a verdade, já que a proposta nunca existiu. Além disso, o dirigente destacou que o piloto não está na mesma sintonia que os planos da equipe francesa.

“Francamente, apesar do grande respeito que tenho por Alonso, que é provavelmente um dos melhores pilotos do mundo, a resposta é não. Dá para perceber que, neste ponto de sua importante carreira, ele quer um carro pronto para vencer, ganhar tudo”, disse Cyril Abiteboul.

“Isso é o que ele espera ou então vai ficar ainda mais frustrado, essa é a verdade. E nós ainda não estamos nessa situação (de ter um carro vencedor). Nós precisamos de pilotos que entendam o projeto da equipe, que comprem a ideia que é a de longo prazo. Não creio que seja isso que Fernando procura. Então a resposta curta é não”, concluiu o chefe da Renault.

Nesta temporada, Alonso é o nono colocado da Fórmula 1, com 44 pontos. Já a liderança é de Lewis Hamilton, com 231, 17 a mais do que Sebastian Vettel, que está na vice-liderança e também briga pelo título de 2018.