Djokovic vence fácil e avança à segunda fase de Roland Garros

AFP - São Paulo,SP

29-09-2020 14:40:58

O sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, se classificou para a segunda rodada de Roland Garros nesta terça-feira após vencer o sueco Mikael Ymer (80º) em três sets rápidos (6-0, 6-2 e 6-3).

Para o sérvio, em busca do 18º título de Grand Slam, o segundo no saibro de Paris, foi sua 32ª vitória em 33 jogos nesta temporada, após ser desclassificado no US Open por acertar uma juiza de linha com uma bolada.

Como se tivesse pressa de chegar ao hotel onde todos os jogadores são obrigados a se hospedar como medida sanitária contra o coronavírus, Djoko fechou o primeiro set em apenas 20 minutos com um retumbante 6-0, deixando seu jovem adversário vencer apenas 7 pontos.

A superioridade do sérvio continuou a ficar evidente nos dois sets seguintes, e acabou levando a partida a uma duração de pouco mais de uma hora e meia.

"Obviamente não é um Roland Garros normal, mas é realmente um prazer jogar diante do público", disse Djokovic, que fez várias deixadas contra seu oponente sueco.

"Acho que a deixada é uma jogada importante este ano, porque a pista está muito pesada, muito lenta, é uma boa variação, mas talvez eu tenha feito isso um pouco demais", disse ele, sorrindo. No caso de conquistar o Grand Slam parisiense, Djokovic se tornaria o primeiro jogador da era Open, e apenas o terceiro na história, depois dos australianos Rod Laver e Roy Emerson, a vencer pelo menos duas vezes cada um dos quatro Troféus do Grand Slam.

Seu próximo adversário será o lituano Ricardas Berankis (66º), que derrotou o boliviano Hugo Dellien (104º) por 1-6, 4-6 e 4-6.

Horas antes, no primeiro jogo do dia, o chileno Cristian Garín, de 24 anos (19º no mundo), derrotou o alemão Philipp Kohlschreiber, de 36 anos, em uma vitória acirrada (6-4, 4-6, 6-1 e 6 -4) na primeira rodada de Roland Garros.

Garín, um dos tenistas mais aptos no saibro neste atípico 2020 depois de conquistar os títulos de Córdoba e do Rio de Janeiro, precisou de quase três horas para superar o experiente alemão, 86º do mundo, que teve sua 16ª participação consecutiva em Roland Garros e sua 64ª participação em um Grand Slam.

O italiano Matteo Berrettini não teve dificuldades para vencer o canadense Vasek Pospisil na quadra Suzanne Lenglen, por 3 sets a 0, com parciais de 6-3, 6-1 e 6-3.

Deixe seu comentário