Telê Santana é o único brasileiro em lista de melhores técnicos de revista francesa

18/03/2019 23:12:45 — 18/03/2019 23:38:07

Em: Notícias

A conceituada revista francesa France Football divulgará nesta terça-feira uma lista com os 50 melhores treinadores da história do futebol. No seleto grupo escolhido pela publicação há apenas um brasileiro, que, curiosamente, não venceu uma Copa do Mundo com a Seleção: Telê Santana.

Explica-se: para este ranking, a France Football adotou como critério apenas o trabalho desses profissionais em seus respectivos clubes. Embora muitos deles tenham alcançado fama comandando seleções, o legado que eles deixaram para as agremiações pelas quais passaram foi o fator primordial para a publicação.

Bicampeão do mundo com o São Paulo, vencendo os poderosos Barcelona e o Milan, Telê Santana aparece na 35ª colocação do ranking. Além do grande trabalho feito no Tricolor, ele se destacou comandando a icônica Seleção Brasileira de 1982, considerada um dos melhores times da história do futebol, mas que, no fim, acabou sendo eliminada pela Itália.

Quem também é lembrado, apesar de não ter sido incluído no grupo dos 50 melhores treinadores de futebol da história, é Mario Jorge Lobo Zagallo, um dos três técnicos que, além de terem vencido a Copa do Mundo à beira do campo, também levantaram a taça como jogador  os outros dois são Franz Beckenbauer e Didier Deschamps.

O primeiro da seleta lista da France Football é Rinus Michels, responsável por ter criado o modelo de jogo da Laranja Mecânica, como foi apelidada a seleção holandesa de 1974 liderada por Johan Cruyff. Embora esse tenha sido seu principal trabalho, o legado que ele deixou para o Ajax e para o futebol do país em geral falou mais alto. Alex Ferguson, lenda do Manchester United, aparece na segunda colocação, enquanto Arrigo Sacchi, da Itália, fecha o pódio.

Confira o top 10 da lista dos 50 melhores treinadores da história do futebol:

1- Rinus Michels (Holanda)
2 – Alex Ferguson (Escócia)
3 – Arrigo Sacchi (Itália)
4 – Johan Cruyff (Holanda)
5 – Pep Guardiola (Espanha)
6 – Valeriy Lobanovskiy (União Soviética/Ucrânia)
7 – Helenio Herrera (França/Argentina)
8 – Carlo Ancelotti (Itália)
9 – Ernst Happel (Áustria)
10 – Bill Shankly (Escócia)