Três anos depois, árabes pagam por Diego Souza; Meia processa o Vasco

São Paulo, SP

10-10-2015 10:49:12

O ano era 2012 e, após uma ótima temporada pelo Vasco, Diego Souza foi negociado com o Al-Itihad, dos Emirados Árabes. Entretanto, apenas nos últimos dias, mais de três anos depois, o Cruz-Maltino se aproximou de fechar um acordo para receber o valor atrasado pela venda.

O clube iniciou contato há algumas semanas com a equipe árabe para receber o valor da transação depois de ter vencido - em todas as instâncias – o processo movido na Fifa e na Corte Arbitral do Esporte. Agora, todos os recursos possíveis aos árabes se esgotaram e o Vasco e a Traffic, que detinha quase 70% dos direitos econômicos do jogador, irão receber 7,5 milhões de euros, um total de mais de R$ 31 milhões. O valor era 2 milhões de euros menor, mas o período desde a compra fez com que os juros inflacionassem o negócio.

Apesar do valor que deverá ser pago pelos árabes, o dinheiro pode nem entrar nos cofres vascaínos. Isso porquê Diego Souza entrou recentemente com uma ação na justiça contra o Vasco cobrando salários e direitos de imagem atrasados pelo clube. O jogador já havia feito mesmo em relação ao Palmeiras, clube pelo qual atuou em 2008 e 2009.

Além do processo de Diego Souza, o Vasco enfrenta outras seis ações judiciais de cobrança na Fifa. Entre elas, um grande débito com o Benfica pela compra do atacante Éder Luís e do volante Felipe Bastos, em 2011.

Deixe seu comentário