Victor Ferraz e Jean Mota vão ao velório de Coutinho: "Serve de espelho"

Lucas Musetti Perazolli - Santos,SP

12-03-2019 13:54:36

Victor Ferraz e Jean Mota representaram o elenco do Santos no velório de Coutinho, nesta terça-feira. A dupla treinou pela manhã, no CT Rei Pelé, e chegou no início da tarde no salão de mármore da Vila Belmiro.

Victor Ferraz destacou a convivência com Coutinho e as histórias contadas do esquadrão da década de 60.

"É um momento triste, não só para o Santos, mas para o futebol brasileiro. Pegou a todos de surpresa. Mesmo não trabalhando, era presente em alguns momentos com a gente. Tive algumas oportunidades de estar junto em eventos do grupo, jantar, churrasco e convidávamos essa geração. Ia, contava histórias e falava como era diferente o futebol. Se hoje jogamos num clube desse tamanho, com camisa tão pesada, é por causa dele e daquela geração", disse Victor Ferraz.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

"Eu não tive oportunidade de ver o Coutinho jogando em si, mas conversei, escutei histórias. As que mais me chamam a atenção são as excursões. De como era diferente enfrentar viagens. Reclamamos de uma conexão, viagem de 10 ou 12 horas, viajavam 36, 40 horas para jogar no outro dia. Fica um exemplo muito grande e o mínimo era vir, dar uma força. Eu já orei pela família para que Deus possa consolar", completou.

+ LEIA O ESPECIAL DA GAZETA ESPORTIVA: “O melhor parceiro do Rei”

Jean Mota se inspira em Coutinho e acha que a parceria com Pelé nunca será esquecida.

"Uma perda muito grande, para nós e para o futebol. Um ídolo. Serve de espelho para muitos jogadores, inclusive para mim. Um ídolo, viemos prestar solidariedade às famílias", afirmou.

"Acho que vai ficar eternizado, vi vídeos e todo mundo fala dessa parceria. É uma parceria que será lembrada para sempre", concluiu.

(Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Trajetória

Coutinho morreu aos 75 anos no início da noite desta segunda-feira, em sua residência, em Santos, por causa de um infarto. Em janeiro, ele chegou a ser internado na UTI depois de pneumonia.

Antônio Wilson Vieira Honório, mais conhecido como Coutinho, é o terceiro maior artilheiro da história do Peixe. Atuou entre 58 a 67 no Alvinegro, com 368 gols em 457 partidas. Ele ainda defendeu Vitória, Bangu e Atlas-MEX e se aposentou em 1973 no Saad.

Coutinho conquistou seis títulos paulistas, cinco brasileiros, duas Libertadores e Mundiais de Clubes. E foi campeão mundial pela seleção brasileira em 1962.

[gallery-id="2705908"]

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?