Sem prazo, Jair espera por reforços, mas valoriza elenco do Santos

Tiago Salazar - Santos,SP

16-01-2018 08:00:18

Conforme manda a cartilha, Jair Ventura se recusa a falar sobre nomes que podem pintar no Santos em um futuro breve. Nem por isso o técnico deixa de admitir que a diretoria está, sim, atrás de um centroavante. Jair não nega a carência, apesar de passar confiança a Rodrigão, por ora titular, e até mesmo para as opções mais jovens de seu elenco.

“Não só o Rodrigão, mas o Yuri Alberto (16 anos) vem treinando bem também. O departamento de futebol já deixou claro que está procurando um camisa 9, mas nós temos de olhar para dentro. Temos de olhar para a base, para os profissionais que estão aqui trabalhando para que possam reverter uma imagem ruim que ficou do passado”, comentou o comandante alvinegro, ignorando a má impressão deixada por Rodrigão.

“É um novo momento, um novo treinador, gera aquela competitividade interna saudável, todos querendo jogar. E sempre deixei claro, aquele que estiver em um melhor momento vai jogar, independente do salário, da idade, e sim do dia a dia, no campo”, avisou.


O Santos segue tentando um acordo com a Inter de Milão para repatriar Gabriel e tem Gilberto no seu radar. Robinho é outro que pode voltar a Vila Belmiro. Mas, todos são negócios cheios de complicações e, até por isso, Jair Ventura evita estipular um limite de tempo para ter o elenco fechado.

“Não tem prazo, é o mercado. O ideal seria que estivesse com todos os nomes aqui, mas nós temos um mercado competitivo, inflacionado, então temos de ir com calma. O Gustavo (Vieira, executivo de futebol do clube) está indo com calma, trabalhando, mas não temos um prazo”, afirmou.

Na lista inicial de inscritos no Campeonato Paulista, os jovens Arthur Gomes, Yuri Alberto, Rodrygo, Matheus Guedes, Robson Bambu, Victor Yan, Lucas Lourenço e Emerson estão entre as promessas que podem ser utilizadas. Yuri Alberto e Rodrigo inclusive estão relacionados para a estreia da equipe contra o Linense, na quarta-feira.

Esse inchaço no elenco acaba minando as possibilidades dos atletas que estão disputando a Copa São Paulo de Futebol Júnior nesse momento de receberem uma oportunidade mais rápida entre os profissionais. Nem mesmo Calabrés, meio-campista que vem se destacando pelo Peixe Sub-20.

“Difícil, né? Como treinador, lá não tem só o Calabrés, tem todos os meninos. Imagina eu como treinador do Sub-20 ver o treinador do profissional falando de um dos nomes. Eu tenho de olhar para todos. Ele está sendo um dos destaques, é lógico que os destaques chamam mais atenção e passam a ter mais chance, mas a chance é para todos”, explicou Jair ventura.

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?