Árbitro que aplicou cartão amarelo parabenizou Cavani por homenagem

São Paulo, SP

01-12-2016 16:57:43

O atacante Edinson Cavani fez uma das homenagens mais emocionantes à tragédia que vitimou a delegação da Chapecoense, nesta quarta-feira, um dia após o acidente. Após marcar um gol de pênalti na vitória do Paris Saint-Germain sobre o Angers, e tirar a camisa mostrando uma homenagem às vítimas, o uruguaio foi punido com o cartão amarelo.

Mesmo punido pelo árbitro Frank Schneider, Cavani disse entender a repreensão e ainda revelou que o juiz elogiou o gesto.

"Eu falei em inglês com o árbitro e ele me disse que foi um gesto bonito, mas que foi obrigado [a dar o cartão] e que não é permitido mostrar mensagens tirando a camisa. O mais importante foi que eu pude mandar a mensagem que eu gostaria. Foi um momento muito emocionante", completou.

A camisa do uruguaio continha os dizeres Fuerza (Força, em português), além do símbolo da Chapecoense desenhado logo abaixo. O tento foi a centésima vez que Cavani balançou as redes pelo clube francês.

Leia mais:

Jornalistas mortos em acidente cedem nome à cabines do Engenhão

Controladora de voo revela ameaças após áudios divulgados

Jogador do San Lorenzo promete entrar em campo com camisa da Chape

Oliveira lamenta tragédia e comenta sustos em voos: “A gente vive isso”

Novo presidente da Chape aprova cancelamento de jogo contra o Galo

Empresa que transportou Chape é suspensa pela aeronáutica boliviana

Chapecoense receberá convite para disputar o Troféu Ramón de Carranza

Marinho se revolta com declaração de dirigente do Inter: “Ignorantes”

Além do centroavante, todos os outros jogadores irão utilizar uma faixa preta no braço, também com o símbolo da Chapecoense estampado.

A partida ainda teve um minuto de silêncio antes de a bola rolar, e gritos da torcida parisiense entoando o já característico “Vamos, vamos Chape”.

Deixe seu comentário