Sem ir aos Derbys na infância por violência, Veiga lamenta torcida única

Bruno Calió - São Paulo,SP

22-02-2017 08:30:54

Motivo que segue afastando famílias dos estádios, em especial nos clássicos regionais, a violência impedia que o meia Raphael Veiga, palmeirense na infância, frequentasse os jogos entre Palmeiras e Corinthians. Prestes a disputar seu primeiro Derby pelo Verdão, o jogador lamentou que o clássico tenha torcida única em Itaquera, por determinação do Ministério Público.

"Não ia muito nos clássicos, tinha um pouco de medo pela violência, mas já fui em alguns no estádio. Não me recordo como foi, faz muito tempo. Para esta quarta-feira, tenho que seguir com o que venho fazendo. As coisas acontecerão naturalmente”, afirmou, antes de comentar sobre a determinação das torcidas únicas durante os clássicos em São Paulo.


"A gente vê brigas, confusões e isso é muito triste. Para nós jogadores, entrar em campo é trabalho, mas para quem vai ao estádio, é lazer. Muitos vão com a família e pagam pelo que os outros fazem. Espero que as coisas mudem, o futebol anda muito chato", completou o meia.

O clássico entre Palmeiras e Corinthians foi o primeiro a ter um histórico de violência mais grave em território brasileiro. Em 17 de outubro de 1988, Cleofas Sóstenes Rentes da Silva, presidente da maior torcida organizada do Verdão, foi assassinado com dois tiros, disparados em frente à sede da torcida. Na ocasião, o delegado Hildo José Heliodoro dos Santos concluiu que os culpados pela morte eram de uma organizada do Timão. Desde então, outras dez pessoas foram assassinadas em Derbys na capital paulista.

Leia mais:

Com Barrios e voltas de Zé, Dracena e Guerra, Verdão relaciona 23 para Derby

Sem espaço no Palmeiras, Lucas Barrios fica próximo do Grêmio

Com ótimo retrospecto nos Derbys, Dudu foge de favoritismo no Verdão

O Palmeiras faz seu primeiro clássico em 2017 na próxima quarta-feira, quando encara o Corinthians, às 21h45 (de Brasília), em Itaquera, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Para este confronto, o centroavante Borja, que será inscrito no Estadual na vaga do lesionado Moisés, ainda não está regularizado para entrar em campo.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?