Futebol

Dudu defende Mattos e diz que ainda há chance de título: “A gente não pode desistir”

São Paulo , SP
17/10/2019 17:47:48 — 17/10/2019 20:10:10

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Notícias, Palmeiras
Dudu afirmou que o Palmeiras deve batalhar enquanto ainda tiver chances de ser campeão (Foto: SEP)

Depois de Felipe Melo ter dedicado o gol da vitória sobre a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro, a Alexandre Mattos, o atacante Dudu também fez questão de defender o diretor de futebol do Palmeiras. O dirigente vem sofrendo pressão da torcida organizada e do Conselho Deliberativo do Verdão, que pedem sua saída do clube. Em entrevista ao canal Sportv, o camisa 7 alviverde citou a importância de Mattos para a sua contratação e permanência na equipe.

“A gente fica triste pela pessoa que o Alexandre é, por tudo que ele representa para nós. Particularmente, ele sempre me ajudou, é um cara que acreditou em mim, confiou em mim. Ele fez de tudo para eu vir em 2015, fez tudo para eu ficar nos anos seguintes aqui. A gente sabe que tudo que ele faz para a gente, para o Palmeiras e espera que ele possa ficar tranquilo, que isso possa passar e ele continuar com a gente fazendo o trabalho que sempre foi muito bom para nós”, declarou o jogador.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Dudu ainda comentou a disputa do Brasileirão, que tem o Flamengo como líder com 61 pontos. Para o atacante, o Palmeiras, que é o segundo colocado com oito pontos a menos, deve lutar até o final pelo 11º título da competição nacional, mesmo com a grande desvantagem na tabela.

“Acho que enquanto a gente tiver chance a gente tem que estar batalhando. Sempre falo para os meninos aqui, nas minhas entrevistas, que sempre temos que fazer nosso papel. Sempre fazer o nosso dever, somar o máximo possível de pontos. Se eles continuarem desse jeito, somando pontos como eles vêm somando, só nos resta dar os parabéns no final do ano. Mas enquanto tiver chance a gente vai continuar lutando, enquanto tiver esperança a gente não pode desistir, porque sabemos que é um campeonato muito difícil”, disse.

Perguntado sobre a diferença de desempenho do Verdão na primeira e na segunda etapa, o camisa 7 reconheceu que o time deve melhorar nos 45 minutos iniciais das partidas. Segundo ele, a postura defensiva dos adversários que enfrentam o clube alviverde em São Paulo é um fator que influencia na disparidade entre os períodos.

“A gente tem que procurar esse equilíbrio entre o primeiro e o segundo tempo. As equipes estão vindo muito fechadas aqui no Allianz. Contra o Atlético-MG foi do mesmo jeito, ontem contra a Chapecoense. é muito difícil você furar uma linha de cinco, sete marcadores e a gente sabe que tem que melhorar nesse aspecto e melhorar no dia a dia, nos treinamentos, para quando chegar no jogo, podermos começar forte tanto no primeiro tempo, como no segundo”, completou.

O próximo compromisso do Palmeiras está marcado para domingo (20), às 19h (de Brasília). A equipe comandada por Mano Menezes vai a Curitiba (PR), onde enfrenta o Athletico-PR na Arena da Baixada, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.




  • Boni-Tão

    Quando que esse Mano Escolari vai entender que Veiga e Deyverosn não são jogadores de futebol? Não enxerga que sequer sabem dominar uma bola?

  • BEPA

    OS JAGADORES TEM QUE APOIA-LO MESMO, UNIÃO É TUDO SEJA NA ALEGRIA COMO TAMBÉM NA TRISTEZA. ROUBO E ERRO TEM UMA DIFERENÇA GIGANTESCA, QUANDO SE TEM MUITO DINHEIRO A MÃO COSSA OS GAVIÕES AVANÇAM DE TODO LADOS E TEM QUE TER MUITO EQUILIBRIO POIS DINHEIRO NÃO ACEITA DESAFORO E MATOS ERROU FEIO EM 2019, MAS SÃO JOGADORES JOVENS E JOGAR NO PALMEIRAS É MUITO DIFICIL, ACREDITO QUE DÁ PARA RECUPERAR O INVESTIMENTO E PARA 2020 INVERTER ESSAS APOSTAS PARA OS GAROTOS DA BASE QUE SÃO TÃO BONS OU MELHORES QUE ESSAS CONTRATAÇÕES DE 2019

×
Quer receber notícias do Palmeiras?