Gazeta Esportiva

Saída de Willian às vésperas de "decisões" criou desconforto interno no Corinthians

Marina Bufon e Tiago Salazar - São Paulo,SP

12/08/22 | 18:50

Willian não faz mais parte do elenco do Corinthians. Nesta sexta-feira, tanto atleta quanto o próprio clube confirmaram o que o torcedor já sabia desde o início desta semana.

O motivo principal da rescisão antecipada do contrato, alegado tanto pelo meia-atacante quanto pela diretoria, foi uma questão familiar: as ameaças sofridas por seu desempenho dentro de campo ou em derrotas do clube. Ele e sua família, inclusive suas filhas, foram ameaçados de violência.

A decisão foi informada há algumas semanas à alta cúpula corintiana e encarada com surpresa em um primeiro momento, segundo apurado pela Gazeta Esportiva.

Apesar de entender a situação, a saída do camisa 10 do plantel gerou desconforto e decepção dentro do clube, principalmente por conta de dois jogos importantes nesta sequência, encarados como decisões. A sensação foi de "abandono do barco", até mesmo entre os jogadores.


Os jogos em questão são o Derby contra o Palmeiras, pelo Brasileirão, neste sábado, e o jogo contra o Atlético-GO, pela Copa do Brasil, na próxima quarta, quando será preciso reverter um placar de 2 a 0 para avançar às semifinais. O último jogo de Willian foi na última terça-feira, na derrota para o Flamengo, na eliminação da Libertadores.

Willian não tem futuro definido na Europa, mesmo que seu nome esteja sendo ligado ao Fulham, da Inglaterra. Fontes consultadas pela reportagem, o próprio atleta e o presidente do Timão, Duilio Monteiro Alves, confirmaram que ele definirá seu destino só quando estiver no Velho Continente.

O jogador, aliás, viajará para Londres neste sábado e ainda não tem local para morar. Willian e sua família ficarão em um hotel em um primeiro momento, o que indica a urgência em sair do país.

De agosto de 2021 a agosto de 2022, quase um ano nesta segunda passagem, Willian disputou 45 jogos (9 na temporada passada e 36 neste ano), com apenas um gol marcado, de pênalti, contra o São Bernardo, ainda pelo Paulistão. Ele ainda tem quatro assistências em 2022.

Agora, a diretoria alvinegra corre contra o tempo para contratar outro nome para o elenco até o fechamento da janela, que se encerra na próxima segunda-feira.

Os nomes são mantidos em sigilo, mas seriam três, sendo um deles de Michael, ex-Flamengo, que atualmente está no Al-Hilal. No entanto, o nome foi apenas consultado, sem, de fato, haver uma conversa mais avançada até agora por conta dos altos valores.


Deixe seu comentário