Gazeta Esportiva

Willian reitera motivo de saída do Corinthians e volta a negar problemas com VP

São Paulo, SP

12/08/22 | 13:23 - 12/08/22 | 13:25

O meio-campista Willian voltou a falar sobre a decisão de sair do Corinthians. O jogador reiterou que o motivo principal foram as ameaças feitas a ele e sua família, que nunca deixaram de acontecer, principalmente quando o time perdia.

O Corinthians ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, mas a rescisão já está decidida e o jogador não vai voltar atrás. O contrato dele era válido até o fim de 2023.

"Os motivos da minha saída, acho que todo mundo tem acompanhado, são as ameaças que sofri, principalmente minha família. E dizer que as ameaças nunca pararam. Sempre que o Corinthians perdia um jogo e se às vezes eu não estava bem no jogo, minha família recebia ameaça, xingamentos nas redes sociais. Minha esposa, minhas filhas também, e depois de um tempo começaram também atacar meu pai, minha irmã", iniciou em entrevista ao ge.

E MAIS: Willian confirma passagem apagada pelo Corinthians e sai sem futuro definido

"Quando voltei ao Brasil, voltei com muita vontade de jogar pelo Corinthians, sabia da pressão, da cobrança da torcida, das críticas que iria receber, mas não vim ao Brasil para ser ameaçado, para ter minha família sendo ameaçada a cada jogo que perdia ou se eu não fizesse um bom jogo. Esse é o principal motivo da minha saída do clube. Sei que não são todos os torcedores, é a minoria, mas ela acaba causando um impacto muito grande e um dano mental, principalmente nas minhas filhas. Emocionalmente isso afeta bastante", complementou.

Willian chegou a fazer boletim de ocorrência após ameaças sofridas, assim como o goleiro Cássio e sua esposa. O presidente Duilio Monteiro Alves também foi ameaçado. Nessa onda de violência, o clube chegou a fazer uma campanha, chamada "Futebol Sem Ódio", com um apagão nas redes sociais.


"Muita gente pode achar que é mi-mi-mi, que estou inventando, dando uma desculpa esfarrapada para ir embora... Eu não precisaria fazer isso, sendo que eu abri mão de muita coisa para poder vir ao Corinthians, não só financeiramente, mas da vida que eu tinha. Aqui no Brasil ia ser uma vida completamente diferente, para mim e para minha família. Mas quando se trata de ameaças, à família principalmente, a gente fica preocupado, é o motivo de eu estar saindo do clube. Minha família é meu maior patrimônio, então eu tenho que zelar por eles", finalizou sobre o assunto.

Questionado sobre seu relacionamento com o técnico Vítor Pereira, Willian voltou a afirmar que nunca teve nenhum problema com ninguém dentro do clube.

"Não tive nenhum problema com o treinador. Não tive problema com ninguém do clube na verdade, sempre fui tratado com muito respeito e muito carinho dentro do clube, tanto pelos funcionários quanto pelos jogadores, pelo Duilio (Monteiro Alves), pelo Alessandro (Nunes), o Roberto de Andrade, todos. A comissão técnica ali também, não tive problema com nenhum".

Apesar de o nome Fulham ter surgido nos últimos dias como o próximo clube do jogador, fontes consultadas pela Gazeta Esportiva garantem que não há propostas concretas por ele, nem do time inglês e nem de outro, apenas sondagens.

Diante disso, Willian retornará à Europa para somente depois disso definir seu futuro, informação confirmada na entrevista desta sexta.

"Não tenho clube ainda. Eu vou decidir lá. Vou viajar com a família e lá eu vou decidir com calma, com a cabeça tranquila, ver qual vai ser a melhor opção pra mim e pra minha família também".

Agora, a diretoria alvinegra corre contra o tempo para contratar outro nome para o elenco até o fechamento da janela, que se encerra na próxima segunda-feira. Os nomes são mantidos em sigilo.

Deixe seu comentário