Andrés diz que Carille recusou dinheiro para voltar e terá pedidos atendidos

São Paulo , SP
12/12/2018 10:19:23 — 12/12/2018 12:50:23

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Corinthians, Escolha do editor, Futebol
Andrés garantiu que os pedidos de Carille já estão sendo atendidos (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Nas palavras do presidente Andrés Sanchez, o Corinthians se esforçará ao máximo para não cometer, em 2019, os mesmos cometidos em 2018. A começar pelo comando técnico, que voltará a contar com Fábio Carille cerca de oito meses após sua saída para o futebol egípcio. Como revelou o mandatário nesta segunda-feira, as negociações com o treinador não foram simples, visto que este recusou propostas mais sedutoras para retornar ao clube.

“Eu fiz contraproposta, mas ele saiu para ganhar 4 milhões de dólares. Valores muito maiores, não tem como segurar. Tenho que agradecer porque ofereceram mais de outros times e ele preferiu a proposta do Corinthians. O Fábio, daqui três, quatro anos vai ser dos melhores treinadores do Brasil. Todos os jogadores que ele pediu estão vindo”, revelou, em entrevista concedida à rádio Kiss FM.

Recém-aposentado, outro que deve retornar ao Timão é Emerson Sheik. Sanchez confirmou que o ex-atacante assumirá, de fato, uma função administrativa do clube, embora esta não esteja relacionada à gerência de futebol.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Com relação à difícil situação financeira do Corinthians, que obteve um déficit de aproximadamente R$ 26 milhões, só entre janeiro e setembro deste ano, o presidente

“Isso nós vamos arrumar nos próximos dias. O clube social tá empatando, o futebol dá superávit. A natação, futsal, vôlei e basquete são do clube, não estão arrumando patrocínio agora e é isso que estoura em 26 milhões o déficit”, afirmou, dando detalhes do orçamento do clube. “São 42 milhões de patrocínio no uniforme. Vamos atingir esse valor, se não mais. A folha do futebol hoje está entre 7 e 8 milhões. Já foi de 11 milhões. Não vou pagar 800 mil, 1 milhão para jogador. Para treinador, muito menos”, completou.

 




×
Quer receber notícias do Corinthians?