Mais Esportes

Jaqueline termina em 74º e é a melhor entre as latino-americanas

São Paulo , SP
15/02/2018 12:52:04

Em: Mais Esportes, Olimpíadas Destaque
Jaqueline entrou para o hall de recordistas em participações olímpicas (Foto: COB)

No fim da tarde na Coreia do Sul (início de dia no horário de Brasília), a brasileira Jaqueline Mourão cruzou a chegada da prova de 10km de esqui cross country estilo livre na 74ª colocação, nos Jogos Olímpicos de PyeongChang 2018. Os 30min50s3 para completar o circuito colocou a brasileira à frente de atletas de 15 países e ainda a sagrou como melhor tempo entre as latino-americanas.

A vencedora da corrida de grandes distâncias na neve foi a norueguesa Ragnhild Haga, que fez marca de 25min00s5. Ela foi seguida pela sueca Charlotte Kalla (25min20s8) e o pódio foi completado com empate entre a norueguesa, Marit Bjoergen e a finlandesa Krista Parmakoski (25min32s4).

Aos 42 anos, Jaqueline já sabia que era cedo para pensar em pódio. A previsão veio da experiência. Depois de concluir a prova, a atleta se sagrou a brasileira com maior número de participações em Jogos Olímpicos, junto a outros cinco atletas. Agora, são dois de verão e quatro de inverno — e ela não pensa em parar. “Se o Brasil estiver comigo para me dar força para treinar eu vou para mais uma Olimpíada sim”, disse a atleta.

Apesar dos problemas estomacais na véspera da competição, a mineira não desistiu da disputa e igualou o feito de Miraldes ‘Formiga’ (futebol), Torben Grael (vela), Robert Scheidt (vela), Rodrigo Pessoa (hipismo) e Hugo Hoyama (tênis de mesa), com seis Jogos no currículo. “A idade é um tabu. Uma vez que você passa por isso, acaba percebendo que não é um problema. O mais importante é evoluir na parte técnica. Seguir se desenvolvendo apesar da idade”, completou Jaque.

Neste ciclo olímpico, Jaqueline alcançou os melhores resultados de sua carreira no cross country, chegando ao pódio em três etapas de provas internacionais válidas para o ranking internacional.