Garin bate algoz de Monteiro, faz 1ª final de ATP e pode quebrar jejum chileno

Fernanda Lucki Zalcman* - São Paulo,SP

02-03-2019 15:11:07

Abrindo os trabalhos do penúltimo dia do Brasil Open, Christian Garin entrou em quadra neste sábado no Ginásio do Ibirapuera para encarar o norueguês Casper Ruud, algoz de Thiago Monteiro, na briga por uma vaga na grande final do ATP 250 de São Paulo. E com certa facilidade e apoiado por torcedores do seu país, o chileno de 22 anos venceu a partida por 2 sets a 0, com duplo 6/4.

Com o resultado, Garin disputará sua primeira final de um torneio nível ATP e o feito pode ser ainda maior. Desde 2009, quando Fernando Gonzáles levantou a taça em Viña del Mar, nenhum outro tenista chileno conseguiu ser campeão em competições deste nível. No ano passado, Nicolas Jarry teve a mesma chance, mas acabou ficando com o vice-campeonato.

“Ainda não me dei conta de que estou na final. Trabalhei duro por muito tempo para ter esse resultado e agora que o tenho, quero ainda mais. E tenho certeza de que se estiver bem amanhã, tenho chances. É uma final e vou para ganhar”, comemorou o atual número 92 do ranking.

Veja também:

Pella vence campeão do Rio Open e faz final sul-americana em São Paulo

Bellucci e Rogerinho lamentam derrota na semi do Brasil Open

Apesar do bom momento, Garin mantém os pés no chão e tenta não colocar pressão desnecessária em cima de si mesmo.

“Me senti muito bem. Ontem foi um jogo difícil, de muita concentração, e me senti um pouco mais cansado hoje. Porém com mais confiança, mais tranquilo. É um processo que venho tendo há anos, com muito treinamento, paciência, e agora que consegui chegar, não tenho porque me pressionar. Tenho 22 anos e sinto que estou melhorando muito rápido, fazendo as coisas bem. Vou buscar o triunfo, mas se não der, ainda estamos no começo do ano e estou muito empolgado com tudo que está acontecendo”, completou.

Agora Garin terá pela frente o argentino cabeça de chave número três e 48º colocado do ranking, Guido Pella, que superou o campeã do Rio Open, Laslo Djere. Os tenistas se enfrentaram apenas uma vez anteriormente e quem levou a melhor foi Pella, de 28 anos.


*Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário