Mais Esportes/Tênis

Após cirurgia, médicos acreditam que Kvitova poderá voltar a jogar tênis

São Paulo , SP
21/12/2016 10:52:06

Em: Mais Esportes, Tênis

Nesta terça-feira, a tenista Petra Kvitova teve sua mão esfaqueada durante um assalto em seu apartamento em Prostejov, na República Tcheca. Após passar por uma cirurgia complicada, os médicos acreditam que a atleta poderá voltar a jogar tênis.

“Petra passou por uma cirurgia de três horas e 45 minutos. Considerando o dano em sua mão esquerda, foi um sucesso. Os médicos repararam os danos nos tendões dos cinco dedos da mão esquerda, além de dois nervos. Ela terá a mão imobilizada de seis a oito semanas e não poderá carregar peso por três meses. Os médicos estão otimistas de que ela poderá voltar a jogar tênis”, disse a assessora Katie Spellman.

(FILES) This file photo taken on November 12, 2016 shows Czech Republic's Petra Kvitova reacting after being defeated by France's Caroline Garcia in Strasbourg, eastern France, during the Fed Cup final tennis match between France and Czech Republic. Two-time Wimbledon champion Petra Kvitova was injured after an attack by a knife-wielding burglar at her home in the eastern Czech town of Prostejov, her spokesman said on Decemebr 20, 2016. / AFP PHOTO / PATRICK HERTZOG
Kvitova tem 26 anos (Foto: Patrick Hertzog/AFP)

Kvitova estava tomando café da manhã em seu apartamento, às 8h30 (horário local), quando um homem tocou a campainha e se passou por outra pessoa para entrar na casa. Petra reagiu ao assalto e foi ferida por uma faca nos cinco dedos da mão esquerda, a qual mais utiliza para jogar, pois é canhota.

O assaltando está desaparecido, mas a polícia tcheca segue com a investigação. Estima-se que o agressor tenha roubado algo em torno de R$ 600 da tenista.

Em rede social, a tcheca revelou que a situação era grave, mas que poderia ter sido pior. No mesmo dia, Kvitova foi submetida a uma cirurgia emergencial, que foi bem sucedida. Mesmo assim, a bicampeã de Wimbledon ficará afastada das quadras por, no mínimo, três meses.