Gazeta Esportiva |

Keila Costa fica em penúltimo na etapa de abertura da Liga Diamante

Em Atletismo, Mais Esportes, Olimpíadas 2016, Olimpíadas Destaque
Publicado em 06/05/2016 20:16:24 Compartilhe
São Paulo , SP
A experiente saltadora de 33 anos já está garantida na Olimpíada do Rio de Janeiro (foto: Karim Jaafar/AFP)
A experiente saltadora de 33 anos já está garantida na Olimpíada do Rio de Janeiro (foto: Karim Jaafar/AFP)

 

Única representante brasileira na etapa de abertura da Liga Diamante, principal competição do atletismo mundial em Doha, que acontece no Catar, Keila Costa ficou na penúltima colocação na prova do salto triplo, com a marca 13,69m.

O primeiro lugar ficou com a saltadora colombiana Caterine Ibarguen, atual campeã mundial e vice-campeã olímpica, que saltou 15,04m e estabeleceu a melhor marca da temporada até o momento. Em segundo, ficou a venezuelana Yulimar Rojas, atual campeã mundial indoor, que fez a marca de 14,92m. A cazaque Olga Rypakova, medalha de ouro em Londres-2012, saltou 14,61m e completou o pódio.

Apesar do resultado, Keila Costa não corre risco de ficar de fora da Olimpíada do Rio de Janeiro, uma vez que já tem garantido o índice olímpico para a prova de salto triplo, bem como para o salto em distância.

Nos 100m rasos feminino, a norte-americana Tori Bowie foi a mais rápida, com o tempo de 10s80, superando a atual campeã mundial dos 200m, a holandesa Daphne Schippers (10s83), e a tricampeã olímpica Veronica Campbell-Brown, da Jamaica, que cruzou a linha de chegada com 10s91.

Esperança de medalha para o Catar, a estrela do atletismo local, Mutaz Barshim, não teve boa participação e frustrou seus torcedores. Medalhista de bronze em Londres-2012, o saltador em altura não ultrapassou a marca de 2,29m e terminou na sétima colocação.

No salto com vara feminino, que não teve a presença da brasileira Fabiana Murer, a atual vice-campeã mundial indoor, a norte-americana Sandi Morris levou a medalha de ouro, saltando 4,83m. A prata ficou com a suíça Nicole Buchler, que saltou 4,78m, e o bronze foi da grega Katerina Stefanidi (4,73m).

Comente