Vôlei/Superliga Feminina

Minas volta a vencer Praia Clube e conquista a Superliga Feminina

São Paulo , SP
26/04/2019 23:40:41 — 26/04/2019 23:46:14

Em: Mais Esportes, Superliga Feminina de Vôlei, Vôlei

Pela terceira vez na história, a primeira desde 2002, o Minas é campeão brasileiro de vôlei feminino. Na noite desta sexta-feira, o time de melhor campanha desta edição da Superliga Feminina venceu o segundo jogo da série decisiva contra o Praia Clube, em Uberlândia, por 3 sets a 1, com parciais de 17/25, 25/23, 25/14 e 28/26. No primeiro jogo, o clube venceu em casa por 3 sets a 2.

Com a vitória fora de casa, o Minas fechou a série em 2 jogos a 0 e saiu de quadra tricampeão brasileiro de vôlei feminino. O clube conquistou seu primeiro título nacional em 1993, conquistando a Liga Nacional de Voleibol Feminino. O bicampeonato veio em 2002, com a competição já chamada de Superliga Brasileira de Voleibol Feminino.

A julgar pelo primeiro set, a decisão ficaria para o terceiro jogo. Precisando da vitória para seguir em busca do bicampeonato, o Praia Clube abriu vantagem no início do primeiro set e conseguiu mantê-la em pelo menos três pontos durante toda a parcial. Em ataque de Michelle explorando o bloqueio, o time da casa venceu por 25 a 17 e abriu vantagem no jogo.

Ao contrário do que se viu no primeiro set, o segundo foi equilibrado do início ao fim. Nenhum dos times conseguiu abrir vantagem considerável ao longo da parcial, vencida pelo Minas por 25 a 23 após contra-ataque de Natália. Com isso, as visitantes ficaram a dois sets do título da Superliga.

O terceiro set foi desequilibrado como o primeiro, porém em favor do Minas. Embalado pela vitória apertada na parcial anterior, o time visitante não tomou conhecimento das adversárias, abrindo até onze pontos de vantagem. Com ponto de Malu, o Minas fechou a terceira parcial por 25 a 14 e ficou a um set do título.

No terceiro set, o Minas encaminhou a vitória e o título abrindo vantagem de quatro pontos ao longo da parcial. Porém o Praia Clube não se entregou e virou o jogo nos momentos decisivos, tendo perdido dois set points. No entanto, o Minas devolveu a virada e perdeu um match point antes de fechar o set decisivo em 28/26 graças a bloqueio preciso de Carol Gattaz.