Futebol/Libertadores da América

Boca Juniors e River Plate iniciam decisão da Libertadores na Bombonera

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
11/11/2018 12:06:06 — 11/11/2018 12:31:38

Em: Boca Juniors, Futebol, Futebol Internacional, Libertadores, River Plate
Gráfico: Gustavo Izus, Nicolas Ramallo, Maria-Cecilia Rezende/AFP

Boca Juniors e River Plate se enfrentam neste domingo, às 17 horas (de Brasília), em La Bombonera, em Buenos Aires, na grande decisão da Copa Libertadores. Pela primeira vez na história dois times argentinos chegam à grande decisão do torneio continental. Apenas o Brasil havia conseguido emplacar dois finalistas, em 2005, quando o São Paulo derrotou o Atlético-PR, e em 2006, quando o próprio Tricolor Paulista foi superado pelo Internacional.

Dois brasileiros ficaram pelo caminho para que os argentinos chegassem à final. O Palmeiras foi eliminado pelo Boca Juniors, que ganhou na Argentina por 2 a 0 e segurou empate por 2 a 2 no Brasil. Já o River Plate eliminou o Grêmio pelo gol qualificado como visitante, pois perdeu por 1 a 0 em casa e derrotou os gremistas por 2 a 1 no Rio Grande do Sul.

O Boca Juniors chegou à final da Libertadores eliminando o Palmeiras nas semifinais (Foto: Nelson Almeida/AFP)

Guillermo Barrios Schelotto, treinador do Boca Juniors, espera um jogo fechado das duas partes. “São dois times de muita qualidade e por isso mesmo espero um jogo equilibrado. Normalmente ass finais deste porte são feias, com os times fechados, e acredito que isso vai se repetir pois ninguém quer ficar muito exposto”, disse Schelotto.

O River Plate não terá Marcelo Gallardo. O treinador está suspenso por descumprido uma regra da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e dirigido o time contra o Grêmio mesmo tendo que cumprir suspensão. Dessa vez, está proibido até mesmo de ingressar no estádio. A equipe será dirigida pelo auxiliar Matías Biscay.

Os jogadores do River prometem muita personalidade mesmo no campo rival. “Temos que nos impor os noventa minutos. O River Plate sabe das dificuldades deste clássico, O jogo da volta será em nossa casa e temos que levar a decisão para lá”, disse o goleiro Franco Armani.

O River Plate eliminou o Boca com virada no segundo jogo diante do Grêmio (Foto: Nelson Almeida/AFP)

Em termos de escalação o Boca Juniors faz mistério na criação de jogadas, com Sebastián Villa podendo perder a posição para Darío Benedetto, que teve grande desempenho diante do Palmeiras e vem tendo a escalação pedida pela torcida.

No River Plate o meia Leonardo Ponzio sofreu uma lesão na coxa direita e fica de fora. Com isso, Enzo Pérez assume a vaga.

A partida de volta entre River Plate e Boca Juniors, quando será decidido o campeão, acontecerá no dia 24 de novembro, no Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires.

Veja também:

River nunca venceu o Boca na Bombonera pela Libertadores: veja o histórico

Após superar Weverton, Benedetto enfrenta Armani, goleiro da seleção argentina

Último encontro entre Boca e River pela Libertadores foi interrompido por confusão

Ingressos para a final chegam a custar R$ 15 mil

Conheça a bola da final da Libertadores divulgada pela Conmebol

O Boca Juniors busca o sétimo título de sua história na Copa Libertadores. Ele foi campeão nas edições de 1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007. Já o River Plate ganhou a competição em quatro edições, em 1986, em 1996 e em 2015. O maior vitorioso da história do torneio é um outro representante do futebol argentino. Trata-se do Independiente, que deu a volta olímpica sete vezes na história.

FICHA TÉCNICA
BOCA JUNIORS-ARG x RIVER PLATE-ARG

Local: La Bombonera, em Buenos Aires (Argentina)
Data: 11 de novembro de 2018 (Domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Claudio Ríos (Chile)

BOCA JUNIORS: Agustín Rossi; Leonardo Jara, Carlos Izquierdoz, Lisandro Magallán e Lucas Olaza; Nahtan Nández, Wilmar Barrios, Pablo Pérez, Cristian Pavón e Sebastián Villa (Darío Benedetto); Ramón Ábila
Técnico: Guillermo Barrios Schelotto

RIVER PLATE: Franco Armani; Gonzalo Montiel, Jonatan Maidana, Javier Pinola e Milton Casco; Ignácio Fernández, Enzo Pérez, Exequiel Palacios e Juan Quintero; Rafael Borré e Lucas Pratto
Técnico: Marcelo Gallardo

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com