Jhon Cley troca 'crise' no Vasco por contrato de quatro anos na Arábia

Da Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

03-09-2015 15:55:26

Depois que Jorginho substituiu Celso Roth na direção técnica do Vasco, o meia Jhon Cley perdeu espaço no elenco e, em vários jogos, não foi relacionado sequer para o banco de reservas. Agora, o jogador vai se afastar da crise que ronda São Januário. Ele acertou a transferência para o Al-Qadisiyah, da Arábia Saudita. Nesta sexta-feira, o meia de 21 anos viaja para realizar exames médicos e assinar contrato de quatro temporadas com o novo clube.

A mudança de clube foi confirmada por Márcio Bittencourt, empresário do jogador, e que também cuida dos interesses de outros atletas do Vasco, o que facilitou a saída de Jhon Cley. Para formalizar a transferência do meia, que tinha contrato até dezembro deste ano, o clube árabe vai investir cerca de 500 mil euros, pouco mais de R$ 2 milhões. O Vasco vai receber 80% do valor, cerca de R$ 1,6 milhão do total da transação.

Revelado em São Januário, na mesma geração que Marlone (atualmente no Sport), Jhon Cley disputou 65 partidas pelo Vasco e marcou três gols, o último, e mais importante, na vitória sobre o Fluminense, por 2 a 1, no Campeonato Brasileiro. Para suprir a ausência de Jhon Cley, a diretoria do Cruz-Maltino está acertando a vinda do meia holandês Urby Emanuelson, que acumula passagens por Ajax e Milan.

Após goleada histórica, Eurico Miranda se torna alvo de protestos

Torcedores do Vasco utilizaram o site Petição Pública, - serviço público gratuito de abaixo assinados- para publicar uma mensagem pedindo a saída do presidente Eurico Miranda, acusado pelo grupo de torcedores como sendo responsável pela situação crítica do clube no Campeonato Brasileiro.

A petição foi criada após a goleada vexatória para o Internacional, por 6 a 0, na última quarta-feira, e, até às 15h (de Brasília) desta quinta-feira, cerca de 3.659 pessoas haviam assinado o manifesto. O lanterna Vasco volta a campo no sábado, quando recebe o Atlético-MG, em São Januário.

Confira o texto:

“Saída da Diretoria e filhos de Eurico Miranda do Vasco

Para: Eurico Miranda, Fernando Horta, José Manuel Fernandes, Eurico Brandão Miranda e Álvaro Miranda

Aqui um abaixo-assinado de vascaínos que exigem a saída imediata do presidente, vice-presidente geral, vice-presidentes de futebol, presidente do Conselho Deliberativo, parentes do presidente do Vasco da Gama e a realização de novas eleições dentro de um prazo de 30 dias para o Conselho Deliberativo (e por conseguinte para a presidência).

Tais ações são necessárias para a sobrevivência do clube e, portanto, exigimos o vosso imediato afastamento”

Deixe seu comentário