Torcedores depredam estação do metrô após eliminação na Libertadores

São Paulo, SP

14-02-2019 11:03:08

Inconformados com o fechamento do metrô, torcedores do São Paulo depredaram a a estação São Paulo-Morumbi, da Linha 4- Amarela, no início da madrugada desta quinta-feira, em São Paulo. O time foi eliminado da Libertadores após ter empatado com o Talleres por 0 a 0.

Segundo nota oficial da concessionária ViaQuatro, responsável pela operação e manutenção da linha 4 do metrô, a estação fechou à meia-noite, seguindo o horário de funcionamento do sistema metroviário da cidade. Ainda segundo o comunicado, a polícia militar foi acionada para conter os ânimos de torcedores que tentaram invadir o local após o fim da operação - a empresa ainda está fazendo o levantamento dos danos, mas a estação opera normalmente nesta quinta-feira. Até agora ninguém foi preso.

O São Paulo foi eliminado da Copa Libertadores após ter empatado por 0 a 0 com o argentino Talleres, no Morumbi. No jogo de ida, a equipe havia perdido por 2 a 0 e precisava fazer três gols para avançar diretamente ou dois para levar a decisão para os pênaltis. No entanto, Hernanes e companhia não conseguiram reagir a tempo e o tricolor paulista deixou a competição precocemente. Nesta quinta, espera-se um posicionamento da diretoria sobre a permanência ou não do técnico André Jardine.

Confira abaixo o pronunciamento oficial da empresa responsável pela Linha 4-Amarelo do metrô:

A ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela de metrô de São Paulo, informa que, nesta quarta-feira (13), a estação São Paulo-Morumbi fechou em horário normal, à meia-noite, seguindo o mesmo horário de funcionamento do sistema metroviário.

A Polícia Militar foi acionada para conter a ação de torcedores que tentaram entrar na estação após o fim da operação. Os Agentes de Atendimento e Segurança atuaram para preservar o patrimônio e a própria segurança. A concessionária está fazendo o levantamento dos danos e esclarece que a estação opera normalmente.

Deixe seu comentário