Rodrigo Caio exalta “defesa sólida” e faz pedido antes de duelo com CSA

São Paulo , SP
14/02/2018 18:00:04

Em: Copa do Brasil, Futebol, São Paulo
Com Rodrigo Caio, o São Paulo sofreu apenas dois gols em 2018 (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O zagueiro Rodrigo Caio conta com a solidez defensiva do São Paulo para o duelo com o CSA-AL, nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), em Maceió, pela segunda fase da Copa do Brasil. Com ele em campo, o time sofreu apenas dois gols em seis jogos no ano, ambos na derrota por 2 a 1 para o Corinthians, pelo Campeonato Paulista. Ainda assim, o camisa 3 divide os méritos pelo bom momento da zaga tricolor.

“Estamos contentes por conseguir ter uma defesa mais sólida neste início de temporada e esperamos seguir evoluindo a cada partida. Todos estão de parabéns porque esses bons números refletem o esforço e o comprometimento de cada um. Desde os atacantes, que ajudam na marcação alta, passando pelos meias, os defensores e também o Sidão no gol”, avaliou o zagueiro, em entrevista divulgada por sua assessoria de imprensa.

Diante do CSA, o São Paulo pode atingir a quarta partida consecutiva sem sofrer gols, já que passou incólume nas vitórias sobre Madureira (1 a 0), Botafogo-SP (2 a 0) e Bragantino (1 a 0). A última vez que o feito ocorreu foi no primeiro semestre de 2017, quando a equipe não foi vazada diante de São Bernardo (1 a 0), Linense (2 a 0 e 5 a 0) e Defensa y Justicia-ARG (0 a 0).

Se mantiver a escrita, no mínimo, o São Paulo levará o duelo com o CSA para os pênaltis, o que é previsto em caso de empate no tempo normal. Para a equipe avançar à terceira fase sem precisar dos penais, Rodrigo Caio faz um alerta.

“É um jogo único, então precisamos entrar muito concentrados porque sabemos que não será fácil. Estamos trabalhando para fazer uma grande partida para conquistar a vaga para a próxima fase”, ressaltou o jogador, que também se destaca por ser, de acordo com o site estatístico Footstats, o melhor passador do Tricolor no ano, tendo 291 acertos em 295 toques, com 98,6% de aproveitamento.

“Isso é fruto de muito trabalho. Sempre procuro aperfeiçoar esse fundamento para poder ajudar a equipe e quebrar a primeira linha de marcação adversária e o Dorival me dá muita liberdade”, ressaltou Rodrigo Caio, que recentemente recusou uma proposta da Real Sociedad, da Espanha.