Diniz exalta Daniel Alves, mas explica: "não vai driblar dois, três e fazer o gol"

São Paulo, SP

10-02-2020 09:00:38

Camisa 10 do São Paulo, Daniel Alves vem sendo o principal articular do meio-campo de Fernando Diniz. Durante participação no programa Mesa Redonda, o técnico explicou porque prefere utilizar o veterano como meia e não como lateral, além do impacto que o ex-Barcelona e Juventus causa no Tricolor.

"O Daniel Alves é um jogador coletivo, quando ele joga no meio não é um jogador com as características do Raí, do Kaká, ele não é um 10. Mas quando ele vem com esse nome, com esse peso que ele tem, fica no imaginário que o Daniel Alves vai ser o cara que vai pegar a bola, driblar dois, três caras e fazer o gol", argumenta o treinador.

"Quando ele vem para o meio, ele articula muito o jogo, bota o time todo mundo para jogar. Naturalmente ele vai fazer um gol, vai dar um passe diferenciado, mas nunca foi um 10 que jogou próximo dos atacantes. Quando ele vem jogar na meia por dentro, ele bota todo mundo para jogar", explica.

Contratado em agosto de 2019, o experiente lateral ganhou a camisa 10 e assumiu responsabilidade de ser protagonista no clube do Morumbi. Desde então foram 25 jogos, a grande maioria como meia, com quatro gols marcados e três assistências.

"(O Daniel) pode jogar na lateral, ele nunca me pediu (para jogar no meio), tanto é que quando eu cheguei coloquei ele na lateral. Conforme as coisas foram acontecendo ele voltou no meio-campo, terminamos a temporada com ele no meio e nada mais lógico que iniciar a temporada com ele no meio", opinou.


Diniz foi adiante para explicar a diferença que o camisa 10 faz fora de campo, no dia-a-dia do elenco. "Foi uma grande contratação do São Paulo, já falei isso mais de uma vez. Ele ajuda sistematicamente em tudo: na liderança, no comprometimento e profissionalismo", comentou.

"Para quem não sabe, o Daniel Alves jogou quatro jogos no ano passado com uma lesão de adutor, na reta final do Brasileiro. O departamento médico até sugeriu vetar, mas ele disse que ia conseguir. Foi e ajudou muito. Então é um jogador que me ajuda em todas as esferas, um cara completamente comprometido com o São Paulo, que bota todo mundo para cima e aumenta o nível de todo mundo", contou Diniz

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O São Paulo volta a campo no próximo sábado, em clássico contra o Corinthians, às 19h (Brasília) no Morumbi, pela 6ª rodada do Campeonato Paulista.

Deixe seu comentário