Arsenal planeja estreitar laços com o São Paulo e virar “novo Ajax”

São Paulo, SP

02/06/22 | 05:00

Que o São Paulo possui um verdadeiro celeiro de jovens talentos não é novidade, e o Arsenal, ciente disso, tem a intenção de estreitar laços com o clube e virar uma espécie de “novo Ajax”, já que o clube holandês tem um histórico de negociações e boa relação com o clube do Morumbi.

Recentemente, o Arsenal acertou a contratação do atacante Marquinhos. O clube inglês desembolsou apenas 3,5 milhões de euros (R$ 17,9 milhões) para ter o jogador, mas fez questão de transferir a quantia ao São Paulo mesmo ciente de que o atleta poderia deixar o Morumbi de forma gratuita, já que a Fifa não reconhece contratos de mais de três anos firmados com atletas menores de idade.

A decisão de pagar o São Paulo mesmo sem necessidade foi do diretor técnico do Arsenal, Edu Gaspar. Com essa atitude, o dirigente acredita que o clube inglês pode acabar tendo uma entrada maior no Tricolor em relação a negociações de jovens atletas no futuro.

“Quem trouxe o negócio do Arsenal pra nós foi o [empresário] Bruno Paiva. O Bruno Paiva foi importante, porque ele nos aproximou do Arsenal quando já dávamos o Marquinhos como perdido. Temos uma relação espetacular com o Edu Gaspar, que nos disse que sabia que o Marquinhos poderia sair de graça, mas que mesmo assim ia buscar recursos para pagar o São Paulo, porque ele quer ter uma relação com o São Paulo parecida com a que o Ajax tem com a gente”, disse o diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, em entrevista ao Canal do Arnaldo e Tironi.

Essa possível aproximação inclui até um intercâmbio entre as categorias de base do Arsenal e do São Paulo, que não fecha as portas para clubes do exterior, sobretudo com a proximidade da janela de transferências do futebol europeu, em que precisará negociar ao menos um jovem revelado em Cotia.

“Ele[Edu Gaspar] quer estar mais próximo para eventualmente conseguir trazer jogadores mais jovens do São Paulo para o Arsenal. Estamos até estudando possibilidade de intercâmbio da nossa base com a base deles”, completou Belmonte.

Deixe seu comentário