Santos espera recuperar lesionados antes de decisão na Libertadores

Do correspondente Vitor Anjos - Santos,SP

18-08-2017 09:30:26

O Santos já se acostumou a conviver com jogadores no departamento médico do clube em 2017. Desde janeiro, o Peixe ainda não conseguiu ter todo o seu elenco 100% à disposição. Porém, a expectativa do técnico Levir Culpi é que esse problema acabe em menos de um mês.

Confinando nos médicos do alvinegro, o treinador espera contar com praticamente todos os atletas antes da primeira partida contra o Barcelona de Guayaquil, pelas quartas de final da Taça Libertadores, no dia 13 de setembro, no Equador. A única exceção é Vitor Bueno, que rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito e só volta a atuar em 2018.

O primeiro retorno do DM já foi confirmado no empate com o Fluminense, na última segunda-feira, no Pacaembu. O zagueiro Gustavo Henrique, que estava afastado dos gramados por 11 meses, atuou durante os 90 minutos contra os cariocas e mostrou que está pronto para ser utilizado com frequência.

O volante Renato, por sua vez, deve voltar contra o Cruzeiro, no próximo dia 27. Ele teve uma mialgia diagnosticada e sofre com dores na coxa direita. Já Emiliano Vecchio segue em processo de recuperação de uma lesão muscular na coxa direita. A expectativa é que o argentino retorne no clássico diante do Corinthians, dia 10 de agosto.

Quem está mais próximo de ficar à disposição é Nilmar. Treinando em dois períodos no CT Rei Pelé desde o início de julho, o atacante está bem fisicamente e tem chances de ser relacionado para o embate com o Coritiba, no próximo domingo, às 19h (de Brasília), no Couto Pereira, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Luiz Felipe também já vem treinando normalmente com os companheiros e pode ser relacionado nos próximos jogos. O defensor rompeu os ligamentos do joelho direito em outubro de 2016 e sofreu um edema na parte posterior da coxa direita em abril, o que atrasou seu retorno aos gramados.

Por fim, Matheus Jesus, o último reforço do Peixe para a temporada, segue fazendo o mesmo trabalho de recondicionamento físico que Nilmar. Porém, mesmo tendo atuado no Campeonato Paulista deste ano pela Ponte Preta, o jovem de 20 anos chegou ao Peixe um pouco abaixo do atacante e precisará de mais tempo para ficar à disposição de Levir.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Santos?