Peres cita ‘ranço’ no Santos e elogia até Odílio: “Pessoa honesta”

Lucas Musetti Perazolli - Santos , SP
17/10/2018 13:00:52 — 17/10/2018 15:58:08

Em: Escolha do editor, Futebol, Notícias, Santos
Presidente do Santos voltou a ter noite tranquila no Conselho Deliberativo (Pedro Azevedo)

O presidente do Santos, José Carlos Peres, voltou a ter uma noite tranquila de reunião no Conselho Deliberativo. Depois de ataques e clima hostil nos encontros durante o processo de impeachment, o mandatário “venceu” na noite desta terça-feira e conseguiu a aprovação dos quatro membros indicados ao Comitê de Gestão. 

Em certo momento da reunião, o presidente pediu a palavra para cobrar união no clube. No fim, ele respondeu a questionamentos e foi aplaudido algumas vezes. .

“Clube tem muito ranço. Existe uma intolerância de todos. Alemão (presente na sala da presidência no momento da entrevista) lembra do tempo do Marcelo Teixeira. Todos davam a mão e faziam oração na reunião do Conselho. Hoje a gente pode tomar uma por trás. Pessoas ficaram intolerantes, acham que está tudo errado. Hoje foi um dia de paz, propomos de dar as mãos porque o clube precisa disso. Tem três ou quatro para fazer bagunça, mas são poucos. Vai diminuir, eles vão cansar. Tem muita gente do bem”, explicou o presidente.

Entre os quatro indicados para o CG, um causou polêmica. Paulo Schiff, jornalista e ex-presidente do Conselho, não teve unanimidade e acabou aprovado por 105 votos a 60. O conselheiro foi apoiado pessoalmente pelo ex-presidente Odílio Rodrigues, que chegou a ser expulso do órgão e recorreu na Justiça.

“É difícil de explicar, ex-presidente do Conselho com resistência. Odilio achei digno de vir, acho que foi uma pessoa honesta na minha opinião, digna, fez o lado dele. Gestão é gestão. Não tenho dados para julgar”, concluiu.




×
Quer receber notícias do Santos?