Gazeta Esportiva

Elano esclarece expulsão de Guedes e elogia time por vitória

São Paulo, SP

11/06/17 | 23:30 - 11/06/17 | 23:33

Ex-meia Elano ganhou seus dois jogos como treinador interino do Santos (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Elano encerrou sua breve passagem como técnico interino do Santos com uma vitória sobre o Atlético-PR na noite deste domingo. Além de elogiar o time pelo triunfo na Arena da Baixada, o ex-meia assumiu a responsabilidade pela expulsão de Daniel Guedes.

Encarregado de suceder Dorival Júnior, Elano estreou como interino na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo com um gol marcado por Victor Ferraz nos acréscimos. Se o primeiro triunfo foi sofrido, o segundo, alcançado com dois gols de Kayke logo na etapa inicial, deixou o ex-meia satisfeito.

“O importante do jogo contra o Botafogo foi o resultado. Aqui, foi o diferente. Além do resultado, conseguimos jogar bem, tanto no ataque quanto na defesa. Sofremos algumas situações, como é natural contra o Atlético-PR na Arena da Baixada. Mas o time se comportou bem em todos os aspectos”, elogiou.

Elano ainda comentou a expulsão de Daniel Guedes. Posicionado para bater uma falta nos minutos finais da partida, ele atendeu instrução do treinador e deixou a cobrança para Lucas Veríssimo. Já advertido com o amarelo, o jogador acabou expulso por retardar o reinício da partida pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique.

“Tive uma falha muito grave. A expulsão do Guedes foi uma falha minha. Ele estava na bola e pedi para sair. Queria esclarecer isso para que o torcedor entenda. Não lembrei que já estava com o cartão amarelo e fiquei muito chateado”, justificou o treinador interino, que entregará o cargo para Levir Culpi.

Quando Elano falava sobre o clássico contra o Palmeiras, marcado para as 21h45 (de Brasília) de quarta-feira, a entrevista foi interrompida por um protesto de torcedores do Atlético-PR do lado de fora. “Eu me sinto com o dever cumprido hoje. Amanhã, já é um novo dia", disse, antes de encerrar a coletiva. "Devido a segurança, fui", despediu-se.

Deixe seu comentário