Torcedor é chamado de “macaco” por fã do Emelec, e Palmeiras cobra providências

São Paulo, SP

28-04-2022 00:52:48

Nesta quarta-feira, um torcedor do Palmeiras flagrou o momento em que um aficionado do Emelec-EQU profere uma injúria racial em direção à arquibancada destinada aos visitantes no Estádio George Campwell. Em campo, o Verdão venceu por 3 a 1.

No vídeo que circula nas redes sociais, o torcedor da equipe mandante olha para baixo e diz diversas vezes a palavra "macaco". O equatoriano também aponta para o seu braço, no que pode ser entendido como uma referência à cor da pele.

Palmeiras se pronuncia

Horas após o acontecimento, o Palmeiras utilizou suas redes sociais para se pronunciar sobre o caso de racismo, solidarizando-se com as vítimas. Além disso, o clube alviverde cobrou providências das autoridades competentes.

"A Sociedade Esportiva Palmeiras se solidariza com os seus torcedores que foram vítimas de ofensas racistas durante o jogo disputado nesta quarta-feira em Guayaquil, no Equador", escreveu o clube, que completou: "É inaceitável que no ambiente do futebol ainda tenhamos de conviver com manifestações tão rasteiras. Lamentamos profundamente esse episódio e esperamos que as autoridades competentes tomem as devidas providências para que cenas assim não mais se repitam. Basta!".

Casos recentes

Na terça, um torcedor do Boca Juniors foi detido pela Polícia Militar ao imitar um macaco no setor visitante da Neo Química Arena. No dia seguinte, Consulado da Argentina pagou uma fiança de R$ 3 mil e conseguiu a liberação do infrator.


Também na terça, torcedores do Red Bull Bragantino flagraram ofensas racistas proferidas por fãs do Estudiantes. Os argentinos imitaram o som de macaco e gritaram "mono" (em espanhol, macaco). Nesta quarta, o Massa Bruta se pronunciou sobre o ocorrido e revelou que denunciou o episódio à Conmebol.

Há duas semanas, durante a partida entre River Plate e Fortaleza, pela Libertadores, um torcedor da equipe de Buenos Aires atirou uma banana em direção à torcida do Leão. O clube argentino identificou o aficionado e o suspendeu por seis meses.

Com o resultado, o Palmeiras chegou aos nove pontos, na liderança isolada do grupo A. O time volta a campo pela Libertadores na terça que vem, contra o Independiente Petrolero, às 21h30 (horário de Brasília), na Bolívia. O próximo compromisso do Verdão é pela terceira fase da Copa do Brasil. No jogo de ida, a equipe enfrenta a Juazeirense, no sábado, às 21h, na Arena Barueri.

Deixe seu comentário