Futebol

Pedido por alteração no Conselho teve apoio de Leila e teria ‘barrado’ família Del Nero no Palmeiras

Bruno Calió - São Paulo , SP
18/04/2019 10:00:44

Em: Bastidores, Escolha do editor, Futebol, Palmeiras

A Gazeta Esportiva noticiou nesta quarta-feira que conselheiros de diversas áreas solicitam que o Conselho Deliberativo do Palmeiras reabra discussão no que tange ao número de vitalícios no clube. Em meio à discussão, o fato é que a luta pela diminuição no número de cadeiras destes membros, que já teve até o apoio de Leila Pereira, poderia ter impedido que o filho de Marco Polo Del Nero ganhasse força na política do clube.

Atualmente quase metade dos representantes do associado são vitalícios, com 152 cadeiras no Conselho destinadas a conselheiros eleitos pelos sócios e 148 destinadas a conselheiros vitalícios. A intenção de parte destes conselheiros independentemente de chapa política é manter os 300 associados, porém, com 200 deles eleitos pelo voto.

Na discussão sobre o tema no Conselho Deliberativo em maio de 2018, conselheiros de diversas alas votaram pela redução, incluindo os patrocinadores Leila Pereira e José Lamacchia, donos da Crefisa, e o presidente do Conselho Serpahim Del Grande, mas a medida acabou rejeitada, tendo 96 votos a favor, 78 votos contrários e 50 abstenções.

Pouco depois, em votação da Assembleia Geral de sócios do dia 04 de agosto de 2018, mais de 50% dos associados afirmaram discordar de uma decisão que rejeitou a redução do número de conselheiros vitalícios de 148 para 100.

Assim, já neste ano, a discussão voltou a ser apresentada pelo conselheiro José Apparecido antes da última eleição para vitalícios, em janeiro. Na ocasião, 8 conselheiros conquistaram a vitaliciedade, incluindo o filho de Marco Polo Del Nero, ex-presidente da CBF.

A posse foi sucedida de uma série de polêmicas envolvendo os Del Nero no Verdão. Pouco depois, revelou-se um ofício da Fifa que poderia rebaixar o clube em virtude da presença de Marco Polo no conselho deliberativo do Palmeiras, uma vez que o ex-mandatário da CBF foi banido pela entidade máxima do futebol.

Segundo Seraphim Del Grande, presidente do Conselho Deliberativo, o Alviverde não recebeu qualquer notificação da Fifa e Marco Polo Del Nero apresentou licença que o afasta da função em abril de 2018.

Não há, até o momento, previsão de uma nova eleição de vitalícios ou de reuniões oficiais para a discussão acerca da diminuição no número destes. Compete ao presidente do Conselho, Seraphim Del Grande encaminhar a questão.




  • jose augusto Gaspar

    EXCLUÍ LOGO ESSA RAÇA DE FAMÍLIA DEL..NERO DO PALMEIRAS ANTES QUE VIREM OUTRO CANCER IGUAL MUSTÁFA E OUTROS SANGUES SUGAS QUE PASSARAM POR LÁ…..
    # AVANTI-PALMEIRAS #TIA LEILA…..

×
Quer receber notícias do Palmeiras?