Gazeta Esportiva

Nos EUA, Thiago Santos retorna aos treinos e revela desejo de voltar ao Brasil

São Paulo, SP

12/05/20 | 16:15 - 12/05/20 | 16:17

No dia 13 de março, o F.C. Dallas, clube americano de Thiago Santos, ex-volante do Palmeiras, suspendeu suas atividades devido ao avanço da pandemia do novo coronavírus por determinação da Major League Soccer (MLS). Desde então, o jogador se manteve em quarentena realizando exercícios físicos em casa sob orientação dos preparadores físicos.

"Eu não deixei de treinar, tentei sempre manter minha rotina. Em casa não foi fácil, ficamos limitados, mas fiz o melhor que pude nas condições que tive. Estou feliz em estar retornando aos poucos minha rotina", conta Thiago.

Com a volta do F.C. Dallas, na manhã desta segunda-feira, 11 de maio, pelo menos seis times da MLS estão de volta aos treinamentos. As franquias que também anunciaram a retomada dos treinamentos são o Atlanta United, o Inter Miami, clube de David Beckham, o Houston Dynamo, o Orlando City e o Sporting Kansas City.

Volante foi vendido ao clube americano no fim do ano passado (Foto: Divulgação)

"A gente que está acostumado com uma rotina intensa de treinos e jogos estranhou muito toda essa mudança, mas no momento atual o mais importante era preservar a saúde de todos. Confesso que fiquei muito animado com o retorno aos treinos no gramado e, se Deus quiser, em breve aos jogos da liga, claro que com todas as precauções que forem necessárias", declara.

O protocolo exige que todas as atividades sejam individuais e com distanciamento social. Além disso, os atletas não podem estacionar seus carros uns dos lados dos outros, devendo manter uma distância de uma vaga, e não podem compartilhar nenhum equipamento. Os jogadores medem a temperatura assim que chegam ao centro de treinamento de forma individual.

A MLS estuda um possível retorno em junho. O Campeonato Americano foi paralisado após a realização da segunda rodada, no dia 8 de março.

Thiago Santos estipulou suas metas pessoais com a camisa do F.C. Dallas depois da quarentena. "Não vejo a hora de voltar a jogar. Com toda essa paralisação, acabei fazendo apenas 2 partidas, estava praticamente em fase de adaptação. No momento eu penso em fazer um excelente campeonato pelo Dallas. Tenho como um desejo pessoal poder voltar a jogar em algum time no Brasil, mas esse não é meu foco agora, eu tenho que focar no Dallas", finalizou.

Deixe seu comentário