Gazeta Esportiva |

Nobre fala em prejuízo, mas deixa WTorre decidir sobre Olimpíadas

Em Futebol, Olimpíadas 2016, Palmeiras
Publicado em 19/03/2015 19:02:00 Compartilhe
William Correia e Bruno Ceccon - São Paulo , SP - Brasil

O estádio de Itaquera foi escolhido como uma das sedes dos jogos de futebol das Olimpíadas de 2016, mas o Corinthians não está disposto a arcar com os ajustes necessários. Durante o processo de escolha, o Palestra Itália foi cotado como opção. Paulo Nobre, porém, fala em prejuízo ao Palmeiras, embora deixe a decisão para a WTorre, responsável por reformar e administrar o estádio.

“Já escutei conversas a respeito de usar o estádio para fazer parte das Olimpíadas de 2016, mas deixamos muito claro que o estádio é inteiramente do Palmeiras só nos dias dos jogos oficiais do Palmeiras. Hoje, com a empolgação da torcida, qualquer jogo fora do nosso estádio representa um prejuízo para a Sociedade Esportiva Palmeiras”, comentou o presidente.

A renda líquida em partidas do Palmeiras no estádio nesta temporada tem sido sempre superior a R$ 500 mil, dinheiro que é inteiramente repassado ao clube. Caso tenha que mandar seus jogos em outro local por conta das Olimpíadas, o Verdão poderia lucrar menos. Mas a decisão é da WTorre.

Palmeiras teme ter que jogar em outro lugar por conta das Olimpíadas
Palmeiras teme ter que jogar em outro lugar por conta das Olimpíadas – Credito: Fernando Dantas/Gazeta Press
“Em 90% dos dias no ano, o estádio pertence à WTorre. Por mais que fosse um orgulho muito grande para o Palmeiras sediar parte das Olimpíadas, tem que conversar primeiro com o parceiro, que investiu dinheiro na construção do estádio. Cabe ao parceiro decidir se interessa ou não”, isentou-se Paulo Nobre.

Procurada pela reportagem da Gazeta Esportiva, a WTorre não se posiciona sobre o assunto porque ainda não houve nenhum convite oficial para a participação do estádio nos Jogos Olímpicos.

Comente

×
Quer receber notícias do Palmeiras?