Indignado, Galiotte vê “escândalo” do Inter e reclama de pênalti

São Paulo, SP

05-11-2018 18:09:55


Com um pênalti polêmico, marcado pelo juiz Rodrigo D'Alonso Ferreira, o Internacional ganhou do Atlético-PR por 2 a 1 na noite de domingo, no Beira Rio. Indignado, Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, reclamou do lance e da postura dos dirigentes do time gaúcho sobre a arbitragem no Campeonato Brasileiro.

“Obviamente, o pênalti não aconteceu, não foi absolutamente nada. Os relatórios de arbitragem feitos pela própria CBF apontam o Internacional como o time mais beneficiado por erros de arbitragem durante todo o Campeonato Brasileiro”, afirmou Galiotte em entrevista ao Fox Sports.

Representantes do Internacional vêm reclamando intensamente da arbitragem – após o empate contra o Vasco, Roberto Melo, vice de futebol do clube, sugeriu a entrega da taça a Palmeiras ou Flamengo. Além de reprovar o pênalti a favor do time gaúcho diante do Atlético-PR, Galiotte criticou o comportamento dos dirigentes adversários.

“Aqui, o trabalho é muito sério. Quando a gente vê situações como a de ontem (domingo), ficamos indignados. Quando a gente vê dirigentes criarem teorias da conspiração no clube mais beneficiado por erros de arbitragem, segundo a CBF, para fazer todo o escândalo que o Internacional está fazendo. Não posso admitir”, disse.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Galiotte ainda se referiu a Marcelo Medeiros, mandatário do time gaúcho. “Se o Internacional está disposto a falar de arbitragem, eu me proponho a debater arbitragem com o presidente do Internacional. Agora, fazer pressão para ganhar campeonato, acho que não cabe”, afirmou.

A seis rodadas do final do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras lidera com 66 pontos ganhos e tem Internacional (61), Flamengo (60) e São Paulo (57) como principais perseguidores. Nas últimas rodadas, Galiotte deseja a escalação de árbitros de ponta.

“É fundamental para a valorização do futebol brasileiro que os erros de arbitragem não influenciem nos resultados da definição do campeonato. O que o Palmeiras espera é que erros gravíssimos como o de ontem (domingo) não voltem a ocorrer. Queremos que vença o melhor dentro de campo e não quem faz mais pressão”, afirmou.

Deixe seu comentário