Gazeta Esportiva

Herói no Porto, Kelvin espera estrear no "jogo do ano" em Itaquera

William Correia - São Paulo,SP

15/04/15 | 11:59

Contratado em janeiro, Kelvin torceu o joelho esquerdo durante a pré-temporada e só pôde ser inscrito para as fases finais do Campeonato Paulista. Mas o atacante, que marcou gol contra o Benfica que garantiu o título português ao Porto em 2013, agora vive a expectativa de estrear pelo Palmeiras no domingo, em jogo único da semifinal do Campeonato Paulista, diante do Corinthians, em Itaquera.

Contratado em janeiro, Kelvin torceu o joelho esquerdo durante a pré-temporada e só pôde ser inscrito para as fases finais do Campeonato Paulista. Mas o atacante, que marcou gol contra o Benfica que garantiu o título português ao Porto em 2013, agora vive a expectativa de estrear pelo Palmeiras no domingo, em jogo único da semifinal do Campeonato Paulista, diante do Corinthians, em Itaquera.

“Aquele gol pelo Porto foi um momento de muita felicidade e, agora, vai ser um clássico. Se tiver oportunidade de ajudar, estarei muito feliz. Estou preparado e vou dar o máximo para que isso aconteça. Sou um jogador rápido, habilidoso, procuro furar a defesa e fazer as jogadas coletivas. Com dez ou um minuto, vou tentar ajudar com gol ou passe”, comentou o jogador.

Aos 21 anos, o camisa 29 do Verdão demonstra tranquilidade para a possibilidade de sair do banco para estrear logo em um Derby decisivo. “É um pouco de pressão porque é um clássico mundial, todos no mundo sabem o potencial de Palmeiras e Corinthians. Vai ser o jogo do ano. Mas estou preparado e quero, sim, fazer a minha estreia”, comentou, sem medo do adversário.

Atacante de 21 anos torceu o joelho durante a pré-temporada e só pôde ser inscrito nas finais (Cesar Greco/Ag Palmeiras)
Atacante de 21 anos torceu o joelho durante a pré-temporada e só pôde ser inscrito nas finais (Cesar Greco/Ag Palmeiras) - Credito: Divulgação
“O Corinthians está invicto e é uma grande equipe, muito forte e entrosada, mas estamos preparados. Chegamos muita humildade e trabalho para o jogo do ano, envolvendo duas grandes equipes. Queremos colocar nosso jogo em campo”, avisou Kelvin, que assistirá ao duelo entre Corinthians e San Lorenzo de quinta-feira, pela Libertadores, pensando no domingo. Satisfeito só por ter chance de jogar.

“A contusão foi um momento muito difícil para mim, me machuquei logo nas primeiras semanas, quando estava ansioso, com muita vontade de jogar. Fiquei triste, foram dois meses e meio parado. Mas, desde que fui para o campo após a lesão, treinei 100% sempre, para retomar a forma física e o ritmo de jogo. O Oswaldo percebeu que estou querendo muito ajudar ele e o grupo e avisou que me inscreveria porque conta comigo. Agora estou 100% bem e feliz por ter voltado”, comemorou o atacante, emprestado até dezembro.

Deixe seu comentário