Futebol/Bastidores

Goulart agradece Verdão e fala sobre oferta: “Quase todos aceitariam”

São Paulo , SP
24/05/2019 00:27:14

Em: Bastidores, Escolha do editor, Futebol, Palmeiras

Rumo à China, Ricardo Goulart conversou com a imprensa no Aeroporto de Guarulhos no início da madrugada desta sexta-feira. Após o Guangzhou Evergrande solicitar seu retorno, rompendo o contrato de empréstimo que ele tinha com o Palmeiras, o atacante, que recentemente foi submetido a uma cirurgia para a retirada de boa parte do menisco, agradeceu o Verdão pelo período no clube e comentou sobre a proposta irrecusável feita pelos chineses para renovar por mais cinco anos, ganhando um aumento considerável de salário.

“A gente entrou em um acordo e ficou bom para ambas as partes. Venho deixar aqui que nesse momento eu queria permanecer mais um ano no Brasil, marcar meu nome mais firmemente no futebol brasileiro, mas as coisas tomaram um rumo diferente e, se Deus quiser, vou ser feliz de volta à China”, disse Goulart.

Embora parte dos torcedores alviverdes tenham vinculado o retorno de Goulart à China com a possibilidade de ele não poder mais atuar em alto nível em decorrência da cirurgia no joelho, o jogador garantiu que, na verdade, o que pesou foi mesmo a parte financeira, uma vez que ele irá ganhar ainda mais do que ele já recebia em sua primeira passagem pelo Guangzhou Evergrande.

“Tenho um carinho imenso pela China, pela cidade de Guangzhou, pelo meu atual time, que é o Guangzhou Evergrande. Quase todos os jogadores do mundo aceitariam uma proposta da China. Independentemente disso, eu queria fazer mais pelo Palmeiras, porque me abriu as portas, sou muito grato a isso, ao Alexandre [Mattos], presidente, torcida. Infelizmente aconteceu essa lesão, e é irrecusável. Em 2016 a China veio em peso e tirou todo mundo do Corinthians, muitos jogadores aceitaram, é normal. Fico muito feliz pelos chineses valorizarem meu passe”, prosseguiu.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Por fim, Goulart assegurou que pretende retornar ao Palmeiras futuramente para dar sequência àquilo que construiu nos 12 jogos em que defendeu a camisa alviverde, com a qual balançou as redes quatro vezes. O atacante também confessou que não só ele, mas também a família dele torce para o Verdão, mais um motivo para que ele pense com carinho em relação à uma nova passagem pelo Palestra Itália no futuro.

“Sempre sonhei, sou palmeirense, em vestir a camisa do Palmeiras, sentir aquela atmosfera. Tive o prazer, minha família toda é palmeirense, consegui dar algumas alegrias, e isso é muito bacana, está guardado na memória de cada um, não só da minha família, como dos palmeirenses também. Espero um dia voltar, se Deus quiser, sem lesão e dar a volta por cima”, concluiu.




×
Quer receber notícias do Palmeiras?