Galiotte justifica dispensa de Roger e fala em “mudar postura”

São Paulo, SP

26/07/18 | 17:06 - 26/07/18 | 23:58

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Derrotado pelo Fluminense no Maracanã, o Palmeiras voltou para São Paulo nesta quinta-feira. No desembarque da delegação após o duelo pelo Campeonato Brasileiro, o presidente Maurício Galiotte tentou justificar a dispensa do técnico Roger Machado, anunciada pelo clube no começo da madrugada.

“O Roger fez um bom trabalho até onde entendemos. Hoje, na nossa avaliação, a gente precisava mudar. O Palmeiras precisa mudar o rumo, precisa mudar o comportamento, precisa mudar a postura e foi esse o principal motivo da alteração”, afirmou Galiotte.

Com desempenho irregular no Campeonato Brasileiro, Roger teve a chance de trabalhar o time na intertemporada durante a Copa do Mundo. Sem brilho, desde então o Palmeiras empatou com o Santos (1 x 1), penou para ganhar do Atlético-MG (3 x 2) e acabou derrotado pelo Fluminense (1 x 0). Com 23 pontos, ocupa o sexto lugar.

“Usamos a parada da Copa exatamente para tentar mudar um pouquinho aquilo que a gente já vinha observando, que é a queda de rendimento. Antes da parada, já tínhamos uma queda de rendimento. Usamos esse período para tentar reverter essa situação, não conseguimos e, por isso, fizemos a mudança”, disse Galiotte.


Apresentado ainda no final do ano passado, Roger Machado deixa o Palmeiras com um retrospecto de 27 vitórias, nove empates e oito derrotas. O time alviverde avançou às oitavas de final da Libertadores com a melhor campanha e também disputa as quartas da Copa do Brasil.

“Não mudamos o treinador por causa de um resultado. O fato é que, nos últimos jogos, a gente notou que o Palmeiras caiu de rendimento, nós caímos de produção e, por esse motivo, decidimos pela alteração no comando técnico”, afirmou Galiotte, que em sua gestão já trabalhou com Eduardo Baptista, Cuca, Alberto Valentim e Roger Machado.

“Em relação a mudar treinador, obviamente não é essa a filosofia, não é o que a gente quer. Mas, se for necessário, temos que fazer. Estamos definindo (o perfil do novo técnico) ainda hoje. Vamos em breve passar para vocês o que pensamos, qual é nossa ideia”, completou o dirigente.

Deixe seu comentário