Futebol

Árbitro erra e Inter se mantém na briga pelo título com vitória em Goiás

São Paulo , SP
18/11/2017 19:04:28 — 18/11/2017 19:08:30

Em: Brasileiro Série B, Futebol, Goiás, Internacional, Notícias

Acabou o jejum do Internacional no Campeonato Brasileiro da Série B. Na tarde desse sábado, o Colorado se aproveitou de um erro incompreensível da arbitragem, bateu o Goiás por 2 a 0 no estádio Serra Dourada, em Goiânia, e voltou a vencer após cinco rodadas (desde 21 de outubro, quando superou o Criciúma). Dessa forma, com o empate do América-MG em Londrina, os gaúchos vão para a última rodada da competição ainda com chance de título, já que os mineiros seguem na liderança com 70 pontos, dois a mais que o Inter. Enquanto isso, o Goiás, aliviado pela permanência garantida na Série B, chega ao sexto jogo seguido sem vitória, fica nos 44 pontos, na primeira posição acima da zona de rebaixamento.

A 38ª e última rodada terá o Internacional recebendo o Guarani no Beira-Rio e o América, também em casa, diante do CRB. Ambos os jogos estão marcados para às 17h30 (de Brasília) do sábado. No mesmo dia e horário, o Goiás fechará sua campanha contra o Oeste, em Barueri.

William Pottker assumiu a artilharia do Inter na Série B com mais dois gols (Foto: Ricardo Duarte/SCI)

Como já não corria mais qualquer risco de rebaixamento, o Goiás entrou em campo mais relaxado e corajoso. Em um primeiro tempo sem grandes emoções, o Esmeraldino foi pelo menos o time com mais ímpeto no ataque. Sonolento, o Colorado irritou Odair Hellmann e seus torcedores na maior parte do tempo.

Mesmo assim, o lance de maior destaque de toda a primeira etapa acabou sendo dos gaúchos. Aos 44, Thales completou escanteio cobrado por D’Alessandro e marcou o gol. No entanto, a jogada já estava anulada por Heber Roberto Lopes, que viu falta de Cuesta fora do lance da bola.

O árbitro catarinense, porém, se tornaria alvo de críticas pesadas no inicio do segundo tempo. Logo aos três minutos, o Goiás chegou ao gol em jogada bem trabalhada. Bolt lançou Carlinhos, que infiltrou na área com liberdade e, na saída de Danilo Fernandes, só rolou para o meio, onde chegava Gustavo para mandar para as redes. Jogada toda legal, mas, de repente, depois de toda a comemoração, Heber Roberto Lopes acabou anulando o lance.

Por muitos minutos, mesmo com o jogo transcorrendo, as pessoas no Serra Dourada, fossem em campo ou nas arquibancadas, tentavam entender o que o árbitro marcou no gol do Esmeraldino. Nem o quarto árbitro soube informar a causa da anulação do gol.

Para piorar ainda mais o clima, o Goiás perdeu uma segunda chance clara de gol com Carlos Eduardo, que ficou cara a cara com Danilo Fernandes, mas acertou o peito do goleiro Colorado. E o castigo veio logo em seguida, assim que Camilo entrou na vaga de Sasha.

Em seu primeiro toque na bola, Camilo deixou William Pottker livre para cabecear para o fundo do gol de Marcelo Rangel. Apenas seis minutos depois, aos 19, Camilo acertou outra linda assistência para o camisa 99, que teve tranquilidade para deslocar o goleiro rival e marcou o segundo gol, seu e do Inter.

Daí para frente, o Goiás se desmotivou de vez, a torcida passou a cobrar os atletas em campo e o Inter não teve muitos problemas para administrar a vitória até o apito final de Heber Roberto Lopes, o grande protagonista do duelo, apesar dos dois gols de Pottker.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 2 INTERNACIONAL

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 18 de novembro de 2017, sábado
Horário: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Cartões amarelos: Victor Bolt (Goiás); Leandro Damião (Inter)

GOLS: Internacional: William Pottker, aos 13 e aos 19 minutos do 2T

GOIÁS: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Alex Alves, Fábio Sanches (David Duarte) e Carlinhos; Elyeser (Andrezinho), Bolt (Saavedra) e Léo Sena; Carlos Eduardo, Gustavo e Nathan
Técnico: Hélio dos Anjos

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Victor Cuesta, Thales e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, D’Alessandro, William Pottker (Nico López) e Eduardo Sasha (Camilo); Leandro Damião (Charles)
Técnico: Odair Hellmann