Futebol

Grohe revela angústia nos pênaltis e Renato cutuca Independiente

São Paulo , SP
22/02/2018 01:36:13

Em: Escolha do editor, Futebol, Futebol Internacional, Grêmio, Independiente-ARG, Notícias

Marcelo Grohe foi o grande nome da conquista do Grêmio na noite dessa quarta-feira. Foi graças a defesa do goleiro na última cobrança do Independiente que o Tricolor Gaúcho pôde comemorar seu segundo título da Recopa Sul-Americana. Após toda a festa na Arena, em Porto Alegre, o herói da final revelou sua angústia durante as penalidades.

“Feliz de poder ter ajudado no momento importante, eu já estava ficando angustiado por não pegar nenhum pênalti, mas nossa equipe também teve competência para fazer os gols. Hoje teve tranquilidade, o time teve êxito e coube o final ser emocionante. Consegui fazer a defesa e garantir o título, mas o título é de todos”, disse Grohe, na zona mista. Antes, ainda em campo, o goleiro chegou a detalhar a defesa na cobrança de Benítez.

“Tentei enganar o batedor e, graças a Deus, ele caiu na minha. Não sei nem onde bateu a bola, mas vi a galera gritando, correndo e foi só alegria”, completou, ao Sportv.

Já Renato Gaúcho cutucou o Independiente. Isso porque o clube argentino levou à Arena do Grêmio Manuel de Gorina, conhecido no país vizinho por ser um bruxo que trabalha com questões ‘espirituais’ na intenção de ajudar a equipe a vencer os jogos.

“Se bruxo ganhasse jogo, todo time contrataria 11. Futebol se ganha dentro das quatro linhas. Aqui é Grêmio”, exaltou o treinador, minimizando até mesmo a sua famosa estátua. “Já estão decidindo quem vai fazer a estátua, mas o que menos importa agora é a estátua. O que importa é a torcida, esse grupo maravilho. Menos de um ano e meio estamos aqui, três títulos, depois de 15 anos sem nada. O meu objetivo é ver essa torcida feliz”, concluiu, ao Sportv, ao lado de sua filha, com que sempre comemora as conquistas gremistas.